Quando dizem que o Bairro da Liberdade é um pedacinho da Ásia no Brasil, é totalmente real! Ao longo do ano, acontecem vários festivais ligados à cultura do outro lado do globo. Rende uma visita que dá ares de cara nova para a área, especialmente para os fãs e para os curiosos de plantão que querem experimentar coisas diferentes.

Escolhe aqui o mês

Os eventos que agitam o Bairro da Liberdade durante o ano

Janeiro/Fevereiro

Ano Novo Chinês

Entre janeiro e fevereiro (próximo: 16.02.2018) | Praça da Liberdade | Gratuito

O bairro da Liberdade é uma mistura da cultura oriental. Tem coisas de Japão e China por aqui. Dito isso, nada mais natural que comemorarem o ano novo chinês, que sofre a influência do calendário lunar, ou seja, tem uma data diferente todo ano – mas fica ali entre Janeiro e Fevereiro.

A data é marcada em alto estilo e milhares de pessoas vem curtir as danças, malabarismos, barracas de comidas típicas (a preços módicos!) e até apresentação de artes marciais – prepara o Kung Fu e o Tai Chi Chuan! Isso sem contar os desfiles pelas ruas com alegorias do dragão e da versão do animal do signo chinês correspondente ao ano. O próximo ano novo vai ser dia 16 de fevereiro de 2018 e vai ser do Cão da Terra.

Só aviso: a festa termina cedo, no começo da noite. Não vá pensando em chegar lá pelas 20h que já vai pegar o fim.

Bairro da Liberdade - 02

Abril

Hanamatsuri (Festival das Flores)

5 dias, perto de 8 de abril | Praça da Liberdade, Jardim Oriental e Rua Galvão Bueno | Gratuito

É a celebração do aniversário de Buda Xaquiamuni, um período de limpeza e reflexão espiritual para os budistas. São 5 dias de festa e, nessa época, é normal oferecerem chá adocicado e flores. Isso tem motivo: dizem que ele nasceu na primavera e que choveu néctar nesse dia – daí a razão do chá.

Quem visita o Jardim Oriental é muito bem recebido e, ainda, tem a opção de banhar a imagem de Buda com o chá, fazendo pedidos de paz, saúde, prosperidade, elevação espiritual e por aí vai. Só vale coisa positiva!

Além disso, no dia 8 de abril (ou em data próxima), para fechar o evento, tem um cortejo pela Rua Galvão Bueno com monges e crianças vestidas à caráter acompanhando uma imagem de Buda Menino nas costas de um elefante branco.

Bairro da Liberdade - 01

Maio

Campeonato de Sumô

Maio | Praça da Liberdade | Gratuito

Com o apoio da Confederação Brasileira de Sumô e da Federação Paulista de Sumô, a praça da Liberdade vira palco para o tradicional campeonato de luta japonesa e conta com a participação de gente do país inteiro. Tudo é feito dentro do que manda a tradição, com direito à Dohyo Matsuri, a bênção da arena, na abertura, o que faz toda a expectativa de ver os lutadores ainda maior.

Além disso, a coisa é séria: os que se destacam vão para o Campeonato Mundial de Sumô representando o Brasil. Pois é, pois é, pois é!

Julho

Tanabata Matsuri (Festival das Estrelas)

Final de semana de Julho | Praça da Liberdade, Rua dos Estudantes e Rua Galvão Bueno | Gratuito

Se tem um dia para se fazer pedido aos deuses, segundo a tradição, é esse! Dizem que nessa data é mais fácil de ser atendido. Verdade ou não, fato é que o povo enfeita a rua com bambus e amarra neles os tankazu – uns papeizinhos coloridos que representam as estrelas – com o que querem nessa vida. As coisas acontecem aqui na maior alegria, música, dança e, claro, comidinhas típicas, num dos maiores festivais do Bairro da Liberdade.

A origem da festa é até romântica: uma princesa e um pastor apaixonados que largaram tudo para ficarem juntos. No fim da história, os deuses os teriam transformado em estrelas que ficam em lados opostos da Via Láctea e só se encontram uma vez por ano. Maldade?! Não sei. Mas até que a lenda é simpática. Ah, e, no final, os tankazu são queimados para que a fumaça leve os desejos do povo ao casal.

Enfim, na teoria, era para ter uma data fixa. Mas, por aqui, é em algum final de semana de Julho.

Bairro da Liberdade - 03

Dezembro

Toyo Matsuri (Festival Oriental)

Primeiro final de semana de dezembro | Praça da Liberdade | Gratuito

Festival com apresentações típicas – como a de dança bon-odori e a percussão de taikô, barracas de comida e feirinha de artesanato, ou seja: tudo de bom! Os nobori, aquelas bandeiras longas e verticais típicas do Japão, com mensagens positivas são o destaque da decoração.

A ideia inicial da festa era atrair consumidores no período antes do Natal e, mais tarde, com a ideia de tornar a Liberdade um bairro oriental, veio o nome Toyo Matsuri – que quer dizer justamente “Festival Oriental”.

Moti Tsuiki Matsuri (Festival do Bolinho da Prosperidade)

31 de dezembro e 1 de janeiro | Praça da Liberdade | Gratuito

É a festa do bolinho de arroz ou bolinho da prosperidade, como quiser chamar. Nela, acontecem cerimônias de purificação e as famílias se reúnem para socar arroz com um pilão de madeira, simbolizando o esforço para entrar bem no novo ano.

Depois, eles fazem o moti, bolinho com o arroz amassado, o abençoam e distribuem pelas ruas da Liberdade. Mas a distribuição só acontece até as 12h, que é a hora da virada no Japão.

|+ hotéis no Bairro da Liberdade que podem valer a estadia|

Em qual dessas festas orientais no Bairro da Liberdade você anima de ir?

COMPARTILHAR
Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

10 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui