Inhotim

Inhotim | Dicas essenciais para aproveitar ao máximo a visita

Inhotim | Dicas essenciais para aproveitar ao máximo a visita

Já vou começar resumindo para vocês: Inhotim é assim, você se encanta em cada cantim. 😛

Bom, zuadinhas a parte, o assunto da vez são dicas essenciais para quem vai visitar um dos museus mais queridos do Brasil e do mundo. Sim, do mundo! O bichinho é bem famoso, tem matéria destaque internacional (pesquisa aê que vai achar algum site estrangeiro falando dele) e leva muitos gringos às Minas Gerais “só” para conhecer o que tanto se ouve falar. Até porque, ninguém conta muito das atrações para não estragar a surpresa e instigar a curiosidade. Mas é unanimidade falar que “é maravilhoso”, “uma experiência única”, “super divertido”, “quero voltar” e por aí vai.

Então, vamos ao que interessa: como tirar o máximo proveito de Inhotim?

|Para saber como é a visita, acesse esse post.|

Dicas para curtir Inhotim na medida

Quanto tempo reservar para o passeio

Se tiver tempo, reserve pelo menos dois dias para passar por lá. O Instituto é bem grande e tem três circuitos diferentes. Em Brumadinho, há opções boas de hospedagem. Os preços são um pouco mais caros que em Belo Horizonte, mas nada absurdo.

Se não for possível ficar muito tempo, reserve um dia inteirinho e chegue logo assim que o Inhotim abre. Nos fins de semana, o Instituto fecha uma hora mais tarde. Parece que não, mas faz diferença para quem está mais apertado de tempo.

Aliás, uma boa para quem vai ficar pouco tempo é planejar o passeio. Aqui é disponibilizado o mapa do Inhotim que você vai receber lá na hora da entrada. É bom para ter uma noção dos circuitos, mas reforço: quanto menos você souber, mais se surpreende e mais legal fica a visita!

Como chegar de Belo Horizonte

A partir de Beagá, você tem três opções: carro, van ou ônibus.

De carro

Alugando um carro, dá para ir via BR-381 sentido Betim ou pela BR-040 sentido Rio de Janeiro. É bem tranquilo e quando vai chegando próximo, há várias placas indicando o lugar. O trajeto leva em torno de 1 hora.

Chegando em Inhotim, não se preocupe, o estacionamento é gratuito.

De ônibus

Os ônibus são da Saritur e saem da plataforma F2 da rodoviária de Belo Horizonte todos os dias às 08h15, chegando ao Instituto bem na hora de abertura. Eles regressam do Inhotim às 16h30 ou 17h30, de acordo com o horário de fechamento do Instituto Inhotim. Nesses horários, circulam os ônibus executivos (com ar condicionado).

Quando há muita demanda, pode ser que a empresa faça outros horários de ônibus, mas são todos próximos a estes e costumam ser sem ar condicionado. Quando fomos, num final de semana, também fizeram ônibus às 08h30, 17h31 e 17h32.

Inhotim - Saritur

Por dentro dos ônibus da Saritur (foto: Dovulgação/Saritur)

As passagens do ônibus executivo custam R$ 30,15/pessoa, na ida, e R$ 29,60, na volta. Para o ônibus sem ar, que entra em operação quando o executivo está cheio, a variação de preço não é tão significativa para justificar o desconforto.

Aliás, se for em feriado ou alta temporada, é bom reservar suas passagens com antecedência pelo telefone ou pelo site. A gente deixou para comprar na rodoviária um dia antes da partida num feriadão e tivemos que pegar um ônibus de volta sem ar condicionado, o que, para um fim de tarde ensolarado, é teeeenso. Na baixa temporada, dá para comprar na rodoviária de Belô sem estresse.

Quando for comprar as passagens, procure diretamente pelo destino “Inhotim” (não é “Brumadinho”), pois os ônibus te deixam /buscam na porta do Instituto. 😉

Para comprar as passagens

Endereço da rodoviária Praça Rio Branco, 100, Centro – Belo Horizonte
Reservas por telefone 0800-039-8846
Reservas pelo site www.saritur.com.br

De van

As vans só operam em sábados, domingos e feriados. Elas saem da loja Inhotim Savassi às 08h15 e retornam do Instituto às 17h30. As passagens custam R$ 30, o trecho.

O problema é que são sujeitas à lotação, então, você tem chances de ficar na pista caso não reserve com antecedência. As reservas podem ser feitas apenas por telefone ou diretamente na loja, com um mínimo de 24 horas de antecedência.

Para comprar as passagens

Endereço da loja Rua Antônio Albuquerque, 909, Funcionários – Belo Horizonte
Reservas por telefone (+55) 31 3571 9795 ou (+55) 31 99737 6366

Melhor dia para visitar o Inhotim

Se o seu negócio é economizar, vá na quarta-feira, que a entrada é gratuita. Obviamente, que a regra não vale para feriados. Além disso, pode contar que esse vai ser um dos dias mais cheios, já que além do aumento do número de visitantes independentes, as escolas também adotam esse dia para ir ao Inhotim (sério, tá lá no site deles!).

Agora, querendo calma para apreciar o parque, aposte na terça, quinta e/ou sexta. Esses costumam ser dias bem mais tranquilos em termos de movimento. Mais uma vez: feriadões são exceção.

Inhotim - Dias de Visita

Para visitar o Inhotim, você precisa de tranquilidade.

Nos finais de semana, claro que você vai encontrar o parque mais lotado, já que muita gente vem dos arredores para visitá-lo. Então, se puder, evite.

Custos da visita

Dias Ingresso (inteiro)
Terças e quintas R$ 25
Quartas Gratuito
Sextas, sábados, domingos e feriados R$ 40

Crianças menores de 5 anos e sócios do Instituto Inhotim não pagam.

Quem paga meia são as crianças de 6 a 12 anos, estudantes com comprovação, professores da rede pública ou particular com comprovante, idosos acima de 60 anos, funcionários da Vale, JChebly e Cemig, assinantes do Estado de Minas, Hoje em Dia,  O Tempo, Revista Piauí e moradores de Brumadinho participantes do programa social “Nosso Inhotim”.

A boa é que dá para adiantar a compra dos ingressos aqui e evitar as filas dos dias mais cheios.

A photo posted by LolePocket (@lolepocket) on

O parque costumava ter passes para 2, 3 ou 4 dias. Mas, os descontos reduzidos e o bando de regras, acabavam nem sendo tanta vantagem para os visitantes. Talvez por isso, essa já não seja mais uma opção. Vamos torcer que estejam repensando no assunto, né?

Sobre comer no Inhotim

Vou ser bem clara aqui: leve dinheiro para comer. Os preços são do nível de gringo, mas não deixam a gente fazer piquenique e, para garantir, nem deixam entrar com comida (mas vale deixar aquela barrinha de cereal esperta na mochila para a hora do aperto). Então, se prepare para o restaurante ou lanchonete.

Falando nisso, logo no início do passeio você receberá um mapa de todo o Instituto onde os locais para comer vão estar bem marcadinhos. Programe-se para estar cedo perto de algum dos restaurantes e lanchonetes, porque enchem bastante e, dependendo do horário e dia da semana, ficam com filas grandes de espera.

Hoje, o Inhotim conta com dois restaurantes, além de lanchonetes e cafés. Os horários de funcionamento, opções de pagamento e localizações de vários deles estão aqui embaixo.

Quando? Como? Onde?
Restaurante Tamboril (Buffet livre) Terça a Sexta – 12h às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 12h às 17h.

Dinheiro ou cartão. Obra A5 (Edgard de Souza)
Restaurante Oiticica (Buffet a quilo) Quarta – 12h às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 12h às 17h.

Dinheiro ou cartão. Obra A12 (Helio Oticica)
Bar do Ganso (mesmas opções que o Restaurante Tamboril) Sábado, Domingo e Feriado – 12h às 17h. Dinheiro ou cartão. Obra A10 (Waltercio Caldas)
Lanchonete Terça a Sexta – 09h30 às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 09h30 às 17h.

Dinheiro ou cartão. Galeria G4 (Fonte)
Lanchonete Terça a Sexta – 09h30 às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 09h30 às 17h.

Dinheiro ou cartão. Galeria G2 (True Rouge)
Lanchonete Terça a Sexta – 09h30 às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 10h às 16h.

Dinheiro ou cartão. Obra A18 (Palm Pavilion)
Quiosque de cachorro-quente Terça a Sexta – 09h30 às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 09h30 às 17h.

Dinheiro. Galeria G7 (Adriana Varejão)
Café do Teatro Terça a Sexta – 09h30 às 16h.

Sábado, Domingo e Feriado – 09h30 às 17h.

Dinheiro ou cartão. Obra A17 (Yayoi Kusama), próximo à recepção
Pizzaria Feriado -09h30 às 17h. Dinheiro. Galeria G11 (Galpão Cardiff & Miller)

Como circular dentro do Inhotim

O Inhotim é imenso: 140 hectares. Com dois ou mais dias, ir a pé já é cansativo, por conta das variações de terrenos e das inclinações no percurso. Mas, vale a experimentar um dia para ver como se sai.

Para quem tem menos tempo, percorrer tudo a pé é complicadis… Pensando nisso, eles disponibilizam carrinhos elétricos para fazer o transporte interno no parque, com um custo adicional. Tem dois esquemas, que vou falar aqui embaixo.

Inhotim - Caminhada

Uma boa pedida em Inhotim: guardar as pernas para quando realmente precisa

Carrinhos com rotas determinadas

Esses funcionam num sistema de hop-on hop-off. Os carrinhos percorrem os pontos de maior distância entre obras/galerias, normalmente nos circuitos laranja e rosa, o que agiliza bastante o passeio. Mas vale dizer: eles não cobrem o parque todo.

Há vários carrinhos circulando então você não vai ficar mofando esperando algum passar. No máximo, a gente esperou uns 5 a 10 minutos. Cada carrinho dá para 5 pessoas, então grupos grandes terão que se dividir.

O custo do carrinho é R$ 25 por pessoa e crianças até 5 anos não pagam. Os carrinhos não são gratuitos nas quartas, hein?

Dá para comprar o passe do carrinho junto com os ingressos online no site de Oturí, que é a operadora de turismo do Inhotim. Outra opção é decidir na hora, quando for retirar os ingressos.

Carrinhos de transporte exclusivo

Esse é um esquema bacana para quem está em grupo e quer agilizar o passeio ou pessoas que tem dificuldade de locomoção.  Os carrinhos vem com motorista incluso e comportam até 5 pessoas.

O aluguel pode ser por um dia (R$ 480) ou por hora (R$ 160).

Nessa opção, você precisa ver com a Oturí sobre a disponibilidade para o dia que tem interesse.

Contatos da Oturí
Telefone (+55) 31 3571 9796
E-mail reservas@oturi.com.br
Site www.oturi.com.br

Como se vestir

Conforto, essa é a palavra de ordem. Se for um dia ensolarado, aposte em shorts e chapéus. E, seguindo a dica da mamãe, não esqueça de um casaquinho leve, para o caso de esfriar no fim do dia (difícil, mas acontece).

Nos pés, melhor o tênis mais confortável que você tiver porque vai andar bastante!

Quem levar

Se você está aí se perguntando se leva as crianças, a resposta é sim. Inhotim é um programa para a família toda. Lá vai ter bastante espaço para o seu filho correr, brincar e deixar toda a energia!

Caso vá com idosos, pense na possibilidade de alugar um dos carrinhos, por conta das distancias.

Acessibilidade

Sinceramente, a acessibilidade do Inhotim deixa a desejar. Tem terrenos variados, os acessos a várias galerias é feito por escadas, enfim: algo a se pensar, administração!

Eles tentam remediar isso oferecendo 50 minutos de transporte interno gratuito (ainda sujeito à disponibilidade…), o que obviamente permite ver quase nada do parque. É mais para ter uma noção mesmo. Além disso, disponibilizam cadeiras de rodas para pessoas com dificuldade de locomoção.

O que levar obrigatoriamente na bolsa/mochila

Você vai se surpreender, leve roupas de banho. Especialmente nos dias de calor saariano, pode ser que queira interagir com algumas atrações que fazem splash!

Inhotim - O que levar

Ai, como eu queria uma dessas de agenda…

Outras coisas que precisam estar na lista:

  • Óculos de sol e protetor solar! Fomos num dia quente e fiquei que nem camarão no dia seguinte…
  • Uma garrafa/squeeze para reabastecer nos bebedouros lá. Já é um gasto a menos!
  • Dinheiro/cartão de crédito para comer. Sim, tô reforçando para não esquecer.

No mais, evite excessos, pois você vai estar carregando o peso na maior parte do tempo. 😉

Para quem está de passagem

Se está encaixando Inhotim num circuito mineiro ou até mesmo levando mochilas mais pesadas, pode ficar feliz: o Inhotim disponibiliza gratuitamente guarda-volumes logo na entrada. 🙂

Informações Práticas sobre o Inhotim

Endereço  Rua B, 20, Inhotim – Brumadinho
Telefone  (+55) 31 3571 9700
Funcionamento  Terça a Sexta – 9h30 às 16h30

Sábados, Domingos e Feriados – 9h30 às 17h30

Site  www.inhotim.org.br
Tags:
dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

1 comentário

  • Simone Hara
    Postado em 25/09/2016 em 7:57 Responder

    Estamos loucos pra conhecer Inhotim! Uma viagem pra lá em breve está nos planos e adorei o super guia pra aproveitar ao máximo!

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.