Quem viaja para uma das cidades na Tríplice Fronteira (Puerto Iguazú ou Foz do Iguaçu), obviamente, vai querer dar uma passadinha em Ciudad del Este, no Paraguai. Nem que seja para espiar os preços e matar a curiosidade de como funciona um dos comércios de que a gente mais ouve falar.

Se você que está procurando instruções sobre a preparação para essa empreitada, te aconselho a ver antes esse post aqui, onde falamos da moeda, alfândega, como chegar e vários outros detalhes que vão te interessar antes de ir às compras. Depois volta aqui, para ver se ainda tem alguma das dúvidas que a gente vai listar.

Sobre os custos

Comprar no Paraguai - Custos

Mesmo com o dólar alto, vale a pena comprar no Paraguai?

Sim, vale. Isso porque o Brasil também é importador de boa parte dos produtos e, com a alta do dólar em relação a real, os produtos aqui também terão seus preços elevados.

A diferença é o seguinte: infelizmente, e isso não é novidade para ninguém, o nosso país conta com uma alta carga tributária, que acaba fazendo com que as compras não valham a pena quando comparamos àquelas feitas em outros países, um deles é o Paraguai.

Os preços no Paraguai são tão bons quanto nos EUA?

Vou ser bem direta: não são. Fato é que muitas vezes os custos serão menores que no Brasil, mas ficar melhor que nos EUA é bem difícil (possibilidade tendendo a zero!).

Se você tem uma viagem marcada para a terra do Tio Sam, é melhor reservar seu dinheiro de compras para levar nela. Normalmente, os produtos no Paraguai são precificados em dólar, então, com o dito cujo nas alturas, os valores sobem por lá também.

Sobre os produtos

Shopping

O que comprar no Paraguai?

Por lá, você encontra de tudo: artigos de decoração, produtos de beleza, roupas, eletrônicos e por aí vai. Mas, o que realmente vale a pena?

Uma das compras com custo-benefício maior é de eletrônicos. Há várias lojas espalhadas pela região onde vale a pena dar uma olhada, como a Mega Eletrônicos, o Mundo das Câmeras e a ProDigital. Lembre-se sempre de seguir os conselhos que demos antes: teste tudo dentro da loja, para evitar dificuldades na troca.

Entre os artigos de perfumaria, os preços de produtos originais não fica tão diferente do FreeShop de Puerto Iguazú. A vantagem é que algumas lojas, como a Monalisa, oferecem desconto na compra em dinheiro, coisa que você não vai achar na fronteira argentina. No entanto, aqui ficam duas dicas valiosas:

  1. Sempre desconfie de preços muito abaixo do normalmente praticado no Free Shop. O Paraguai é famoso também por suas falsificações. Produtos como Victoria’s Secret costumam ser alvos comuns desse tipo de situação. No Free Shop, eles costumam sair por 10 USD na promoção. No Paraguai, vimos até por metade desse valor produtos apresentados em embalagens muito semelhantes às originais, mas não idênticas. Por isso, compre sempre em lojas confiáveis.
  2. Faça uma pesquisa prévia de preços em sites brasileiros de artigos de beleza (especialmente se a sua intenção é comprar produtos de cabelo). Depois, com uma listinha em mãos, dê uma olhada nas farmácias paraguaias e lojas confiáveis. Algumas vezes, para as mesmas quantidades, o custo sai mais vantajoso que a compra desses artigos no Paraguai e sem o risco de ser taxado pela alfândega.

Com relação aos comestíveis, os alfajores costumam ter um preço camarada no Paraguai. Em alguns casos, sendo menores ou se equiparando aos praticados na Argentina.

Você também encontra artigos de decoração a custos interessantes no Shopping del Este, por exemplo. Mas, como se trata de produtos normalmente mais volumosos e caros, fique atento às condições alfandegárias para não ser taxado.

Como faço para fugir das falsificações no Paraguai?

Uma boa regra é desconfiar. O pior lugar para comprar qualquer produto é nas barraquinhas de rua. Você vai encontrar vários “camelôs” vendendo seus produtos, jurando que são originais a preços irrisórios. Não seja tão inocente, por favor!

E mais: até mesmo em lojas, no caso de preços muito abaixo do que se vê num Duty Free ou daqueles praticados nos países de origem dos produtos, não desperdice seu rico dinheirinho.

Existem lojas bem famosas no quesito confiança, como a Lafayette, a Casa Nippon, a Monte Carlo e outras que já citamos antes aqui. A Loumar Turismo fez a gentileza de listar lojas confiáveis para a realização das compras e vale muito se guiar por aí.

Sobre as lojas

Ciudad del Este - Monalisa - Compras no Paraguai
A loja Monalisa em Ciudad del Este (foto: Wikimedia Commons)

As lojas aceitam pagamento em reais?

Sim, a grande maioria delas aceita. MAS, fazem uma cotação que muitas vezes é desvantajosa para o comprador. Por isso, uma boa pedida é fazer a troca de reais em dólares nas casas de câmbio paraguaias com as melhores cotações, assim, você garante os melhores preços sem ter que ficar fazendo conta demais na loja.

|Por que trocar nas casas de câmbio paraguaias? Resposta aqui.|

As lojas abrem todos os dias?

Não, as lojas normalmente funcionam de segunda a sábado, das 7h às 16h. Nos domingos, nem todas abrem e as que funcionam apenas ficam em operação no período da manhã.

Além disso, em alguns feriados, as lojas costumam não abrir. Entre eles estão: 01/01 (Ano Novo), 03/02 (aniversário de Ciudad del Este), Domingo de Páscoa, 01/05 (Dia do Trabalhador), 15/05 (Independência do Paraguai), 08/12 (dia da Padroeira do Paraguai) e 25/12 (Natal).

Sobre a cota de isenção alfandegária

Comprar no Paraguai - Cota Alfandegária

Posso dividir minha cota de isenção com outra pessoa?

Não pode, uma vez que a cota é pessoal e intransferível. O que dá para fazer é distribuir as despesas de uma forma que encaixe na cota de cada um. Isso inclui compatibilidade com a idade do viajante também.

Infelizmente, se você comprar um único produto cujo preço já ultrapassa o valor da cota, ele deve ser declarado e receber a taxa devida. Por exemplo, se comprar uma câmera de 400 USD, não há como complementar com parte da cota de um acompanhante (não dá para juntar sua cota de 300 USD com 100 USD de outra pessoa), e, por isso, você deverá pagar a taxa de 50% sobre o valor excedente (nesse caso, sobre os 100 USD além da cota).

Roupas entram no limite de isenção?

Depende. Se você for utilizá-las durante o período em que estiver no Paraguai, não entram. Mas, ao contrário, se seu passeio for de apenas um dia, quando você vai comprá-las e trazer para o país sem um primeiro uso, ou no caso de enxovais para bebê e presentes, as roupas entram na cota, sim.

Outras perguntas práticas

Comprar no Paraguai - Perguntas

Quanto tempo reservo para as compras no Paraguai?

Se a sua intenção é fazer bons negócios, reserve um dia inteiro para a ida ao Paraguai e vá com muita disposição. Pois bons negócios vão depender da sua pesquisa e, para isso, é inevitável ter que andar entre as lojas, avaliar os preços e, quando for possível, pechinchar.

Vou passar o dia em Ciudad del Este. Tem algum lugar bom para comer?

Apesar a primeira imagem de Ciudad del Este assustar quem chega pela primeira vez, o lugar também tem bons restaurantes para intercalar com as compras e descansar das andanças. A Sax, a Monalisa e o último andar Shopping del Este contam com bons restaurantes, onde é possível encontrar pratos variados da culinária internacional com preços diversos.

Que outras dúvidas você tem na hora de comprar no Paraguai? Se tiver mais perguntas, pode deixar aqui nos comentários. 🙂

COMPARTILHAR

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão “carpe diem”. Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

14 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui