Não é de hoje que a gente fala que o aluguel de temporada é uma ótima saída para quem quer dar uma economizada com hospedagens na viagem. Mas, como tudo na vida, nem tudo são flores e precisamos saber direitinho em que negócio estamos pensando em entrar, pesar que riscos estamos dispostos a correr e decidir: faço ou não.

Para a pessoa aqui não tem jeito melhor de tomar essa decisão que listar os prós e contras na ponta do lápis. Sim, no maior estilo do Ted (os viciados em How I met your mother levantem a mão! \o/). Então, confere só esse infográfico que preparei sobre o assunto.

Prós e Contras do Aluguel de Temporada

E agora? Fecho ou não um aluguel de temporada?

Para decidir você precisa estar consciente de que riscos está disposto ou não a enfrentar. Dependendo do seu caso, algum desses pontos pode ser um preço alto de assumir.

Se você vai ficar um período curto no destino, vale pesar dois fatores: preço e o tempo de checkin e checkout. Por que preços? Você não disse que economiza? Sim, mas em alguns casos os preços do aluguel podem não ficar tão vantajosos assim para poucos dias na cidade.

E, ainda mais: a burocracia pode tomar um tempo precioso, o que é crítico para quem tem pouco dele. Por isso, fique atento à questão do checkin/checkout porque vai influenciar no custo-benefício. O negócio das chaves é uma coisa que pode tomar um tempinho mesmo. Lembre-se: salvo raras exceções, não tem aquilo de recepção 24 horas.

No restante, se você leu tudo e está disposto a encarar. Vá em frente!

Particularmente, adoro a experiência do aluguel de temporada e, sempre que podemos, optamos por essa opção (olha no final desse vídeo o apê que alugamos em Santiago). É mais cômoda que os hostels e mais barata que os hotéis, na maioria das vezes. Mas, disse e repito: cada viagem é um caso diferente e deve ser sempre pensada. Não tem solução padrão.

|Vai fechar o aluguel de temporada? Veja como evitar problemas.|

Se, no fim das contas, essa não for a sua praia. Não esquenta e dá uma olhada nessas dicas do Ligado em Viagem para escolher um hotel bacana e evitar as furadas (porque mesmo nos hotéis tem disso, né?). 😉

Obrigada ao giphy pelo Ted! 🙂
COMPARTILHAR

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão “carpe diem”. Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

10 COMENTÁRIOS

  1. Quando fomos à Serra Gaúcha alugamos um apartamento em Canela pelo AirBnb e foi uma experiência incrível! O apartamento era super confortável, muito perto do centro e a anfitriã um amor de pessoa, nos ajudou muito durante a estada.
    Quando há possibilidade de maior economia, principalmente na Serra onde todas as hospedagens são caras, nós optamos pelo aluguel de temporada, mas às vezes também ficamos em hotéis pela comodidade. Vai muito do destino, né?
    Beijos, o post ficou ótimo, ressaltando mesmo todos os prós e contras!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui