Foz do Iguaçu

Macuco Safari

Ahhhhhh...

Macuco Safari

Se eu te convidasse para tomar um banho de cachoeira, você toparia? E se eu te dissesse que essa cachoeira é nada mais nada menos que um conjunto de 275 quedas d’água, você iria? Claro que sim, não é?! Afinal, a gente precisa de um pouco de emoção, de sentir o coração bater mais forte ao se deparar com a força da natureza bem na sua frente! Isso é o Macuco Safari! A sensação que eu tive era de lavar a minha alma nas águas do Rio Iguaçu. Conforme a água batia no meu corpo, era como se uma alegria infinita invadisse a minha alma e eu não conseguia mais parar de rir! Parecia que a natureza e Deus tinham olhado para mim naquele momento e juntos me presentearam com todos os sentimentos bons do mundo! Então está feito o convite, garanto que você não vai se arrepender!

Uau! É alí que a gente vai??? É sim, é sim, é siiiiim!

Uau! É alí que a gente vai??? É sim, é sim, é siiiiim!

Descrição do Passeio

Entrando no Parque

Começamos o nosso passeio comprando as entradas e pagando o estacionamento na bilheteria do Parque Nacional do Iguaçu. Para quem vai de carro, o pagamento do estacionamento é obrigatório na entrada. Em seguida, partimos para pegar um dos “busuns” que ficam circulando lá dentro. Esses ônibus são bem legais! A maioria deles têm dois andares, sendo o superior com vista panorâmica. As crianças adoram! #eutambém.  São 4 pontos de parada. Descemos no segundo, a Parada Macuco Safari.

Nossa aventura começa aqui

Assim que desembarcamos, fomos trocar o nosso voucher no posto de troca/compra de ingressos, já que compramos antecipadamente com uma agência de turismo. Em seguida, embarcamos num carrinho elétrico onde já havia um guia para nos explicar, durante todo o trajeto, as curiosidades e a importância da Mata Atlântica.

Carrinho maneiro!

Carrinho maneiro!

Nessa primeira etapa, nós percorremos cerca de 3 Km e depois   começamos a segunda etapa, 600 m de trilha a pé. O ponto mais legal da trilha é o chamado “Salto do Macuco”, que nada mais é que uma pequena queda d’água (uma amostra grátis do que estaria por vir).

Início da trilha a pé!

Início da trilha a pé!

E finalmente chegamos à terceira e última etapa da nossa aventura, o passeio no barco inflável! A primeira coisa que fizemos foi alugar um armário para guardarmos as nossas coisas. Nós levamos uma muda de roupa para trocar depois passeio, já que iríamos sair de lá “ensopados”. Depois de estarmos com tudo guardado e “prontos”, olhei para os meus pés e percebi que algo estava errado… Não acreditooo! Putz, eu estava com as minhas botas de couro! Quem vai para esse tipo de passeio com botas de couro? Eu! Fiquei preocupada, porque couro demora muito para secar e se molhasse, eu poderia até estragar as minhas botinhas que tanto amo. Continuei andando e percebi que tinham várias pessoas descalças e outras com chinelo. Não deu outra, como eu já estava lá embaixo bem próximo ao cais, tirei as botas, deixei-as num cantinho e fui descalça! #pagueimendigo

Chegando ao cais, a equipe responsável pelos barcos nos deu coletes salva-vidas. Nós os colocamos e partimos para entrar no barco. Sentamos na parte frontal, bem em frente à cabine de comandos, e não nos arrependemos, a vista foi ótima!

Ahhhhhh...

Ahhhhhh…

Ops! Pausa para o amor! S2

Ops! Pausa para o amor! S2

De volta ao cais e encharcados de água, devolvemos os coletes, pegamos as nossas coisas no armário, nos secamos e trocamos de roupa.

Durante todo o passeio fomos filmados e fotografados e no final tivemos a oportunidade de comprar o material. Não comprei, porque usei o meu celular. Como as minhas fotos e filmes ficaram bem legais, decidimos não comprar desta vez.

Depois disto… “zinga” para o carrinho elétrico, que nos deixou no ponto de início para pegarmos um dos ônibus que circulam pelo parque.

Dicas

– Para quem é brasileiro ou reside em um dos países do MERCOSUL, leve o documento de identidade para obter desconto nos ingressos da entrada do Parque;

– Não leve capa de chuva, a graça do passeio é justamente se molhar;

– Alugue um armário para guardar as suas coisas. O pessoal do Macuco Safari não se responsabiliza por objetos danificados pela água, assim como documentos e dinheiro;

– Se possível for, leve uma câmera à prova d’água, pois por mais que o passeio seja filmado e fotografado, a quantidade de imagens que são feitas com você não é muito grande. Se essa ideia for possível, fixe bem a sua câmera para que ela não caia no rio, a velocidade do barco é grande e a força da água também;

– Se você não tiver uma câmera ou celular à prova d’água, não se preocupe. Durante o passeio você será fotografado e filmado e no final você poderá adquirir esse material, se gostar é claro;

– Leve roupa para trocar depois do passeio, toalha e um saco plástico para colocar a roupa molhada;

– Se você estiver pensando em ir durante o inverno, opte pelos horários do início da tarde onde as temperaturas são mais elevadas. Assim você não sentirá tanto frio;

– Se você estiver pensando em separar um dia inteiro da sua viagem para visitar o Parque, dá para fazer eventos casados. Por exemplo, fazer a trilha do Poço Preto e depois o Macuco Safari é uma boa pedida, já que esta trilha termina exatamente no ponto de início do Macuco Safari;

– Se você for comprar os ingressos pelo site do Macuco Safari, o máximo que você conseguirá parcelar será em duas vezes sem juros, porém se você comprar no site da Loumar Turismo, além de você conseguir parcelar em até 10 vezes sem juros, você comprará o seu ingresso por R$177,00 (dois reais mais barato que no site do Macuco).

Funcionamento:

Parque Nacional do Iguaçu – Todos os dias das 09:00 às 17:00.

Macuco Safari – Todos os dias das 9h às 17h30, com saídas a cada 10 minutos.

Como chegar:

Partindo do Centro de Foz do Iguaçu, você terá algumas opções para chegar até o Parque Nacional do Iguaçu: de carro, de bicicleta, de táxi ou por alguma agência de turismo.

De carro (tempo total estimado 22 min.) – Pegue a Avenida Marechal Floriano até a Avenida das Cataratas (3,4 Km). Siga na Avenida das Cataratas em direção a BR-469 por aproximadamente 10,5 Km. O parque Nacional do Iguaçu fica próximo ao Parque das Aves.

De Bicicleta (tempo total estimado 55 min.) – Siga na direção norte na Rua Almirante Barroso em direção a Tv. Cristiano Weirich (77m), vire à esquerda na Tv. Cristiano Weirich (150m), vire à esquerda na Av. Brasil (550m), Vire à esquerda na Av. Jorge Schimmelpfeng (800m), vire à direta Ac. Cataratas/ Av. das Cataratas (12,9 Km).

Táxi – Se informe na recepção do seu Hotel ou procure um ponto de táxi próximo.

Agência de Turismo – A Loumar cobra R$49,00 por pessoa para te buscar no seu hotel, levar até o Parque Nacional do Iguaçu e fazer o trajeto de volta. Valor atualizado em 02/11/2015.

Custo da visita por pessoa:

Ingressos para entrar no Parque – Brasileiros: adultos (maiores de 12 anos) R$ 33,30; crianças (2 a 11 anos) R$ 8,00; idosos (acima de 60 anos) R$ 8,00 (adultos e idosos precisam levar documento de identidade para pagar este valor). Turistas: adultos (maiores de 12 anos) R$ 56,30; crianças (2 a 11 anos) R$ 8,00. Residentes do MERCOSUL: adultos (maiores de 12 anos) R$ 45,30; crianças (2 a 11 anos) R$ 8,00 (levar documento de identidade com foto para pagar este valor). Passe Comunidade: maiores de 12 anos R$ 10,50; crianças de 2 a 11 anos e idosos (acima de 60 anos) R$ 5,50 (este desconto será dado mediante comprovação de residência e cadastramento no guichê de atendimento do passe comunidade).

OBS: Municípios beneficiados pelo passe comunidade: Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Serranópolis do Iguaçu, Matelândia, Ramilândia, Céu Azul, Vera Cruz do Oeste, Santa Tereza do Oeste, Lindoeste, Santa Lúcia, Capitão Leônidas Marques e Capanema.

Ingressos para o Macuco Safari – Adultos (acima de 12 anos) R$179,00; crianças (7 a 11 anos) R$ 89,50, infantil (0 a 6 anos) não paga; melhor idade (acima de 60 anos) e lindeiros R$ 89,50.

Aluguel dos Armários – R$ 10,00.

Para quem vai de carro, Estacionamento – R$ 19,00, mas para quem reside nos municípios do entorno sai por R$ 9,50.

Valores atualizados em 02/11/2015.

Onde comprar os ingressos:

Os ingressos para entrar no Parque só podem ser adquiridos na entrada, ou seja, no Centro de recepção de visitantes.

Os ingressos para o Macuco Safari podem ser adquiridos na bilheteria da Parada Macuco Safari, pelo site ou pelo site da Loumar Turismo.

Tempo de passeio:

Aproximadamente 2 horas.

Como se vestir:

– Vá com roupas leves, de preferência que sequem rápido;

– Use sapatos confortáveis e antiderrapantes, eles serão importantes durante a trilha;

– Leve chinelo para colocar na etapa do passeio de barco ou vá descalçado, se não você irá molhar os seus sapatos e para voltar para qualquer outro lugar será ruim.

Público Alvo:

Toda a família!

Acessibilidade:

O Macuco Safári conta com rampas de acesso e ascensores, oferecendo mais conforto, conveniência e acessibilidade a todos que optarem pelo passeio. Se informe melhor no local.

Mais informações:

Parque Nacional do Iguaçu: Fone: 55 (45) 3521-4400; e-mail: contato@catarataspni.com.br

Site: http://www.cataratasdoiguacu.com.br/portal/

Macuco Safari: Fone: 55 (45) 3574-4244 / 3529-6262; e-mail: comercial@macucosafari.com.br

Site: www.macucosafari.com.br/br/macuco-safari

Loumar Turismo: Televendas: 55 (45) 3521-4000;

Site: http://www.loumarturismo.com.br/macuco-safari-em-foz-do-iguacu.html

Autor convidado Author

O Lolepocket abre espaço para outros autores que queiram contar suas experiências de viagem. Compartilhe as suas histórias com a gente! :)

1 comentário

  • Gilson Filho
    Postado em 11/11/2015 em 11:21 Responder

    Porreta demais o Post, realmente deve ser um passeio muito legal.

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.