Bem do ladinho da capital do Espírito Santo, Vila Velha acomoda alguns dos cantinhos mais interessantes para quem pousa no Aeroporto Eurico de Aguiar Salles.

Um dos maiores atrativos da cidade, com certeza vai ser a beleza das suas praias, que não dá para negar. O interessante é que não chegam a ficar lotadérrimas como as famosas praias cariocas. Não. Aqui você pode curtir as belezas da costa brasileira sem muito estresse. Vai ter sempre um lugar na areia onde posicionar sua saída ou toalha de praia e relaxar.

Além do descanso das areias, em Vila Velha, também dá para encontrar trilhas, riquezas históricas e a boa gastronomia capixaba. Por conta disso, a cidade acaba se tornando um destino interessante para todos os gostos.

Outra coisa boa de visitar a cidade é que você ainda ganha outras duas no pacote. Vila Velha é praticamente uma coisa só com Vitória. Atravessando qualquer uma das três pontes, você transita fácil entre uma e outra. A terceira do pacote é Guarapari, que também fica nas vizinhanças, e é dona da região praiana mais famosa por ali.

Se você ainda não se convenceu de incluir o Espírito Santo no roteiro de viagem, dá uma olhada nesse post do O Melhor Mês do Ano, que você vai colocar isso na cabeça.

Quando ir a Vila Velha

Clima

Vila Velha é abençoada com sol o ano inteirinho. Se o seu negócio é praia, o que pode, de repente, atrapalhar os planos são as chuvas. O período garantidamente mais seco na cidade vai de maio a setembro. De outubro a janeiro, acontecem aquelas famosas pancadas de chuva, bem comuns do verão.

Vila Velha - Praia da Costa
O pôr-do-sol na Praia da Costa

Festas

O Carnaval em Vila Velha tem lá os seus bloquinhos, assim como em Vitória. Os desfiles de Escolas de Samba acontecem em Vitória, mas uma semana antes do feriado de verdade. Aí, só para quem está de férias na cidade para acompanhar mesmo. As festas mais famosas moram na região de Guarapari.

Todos os anos, 8 dias depois do domingo de Páscoa, a cidade realiza a Festa da Penha, no Parque da Prainha, em homenagem à padroeira do Espírito Santo. A comemoração chega a ser uma das maiores festas religiosas do país de tão grande. É bem animada com feirinhas e shows, além, é claro, de ter romarias.

No Reveillón, a região acaba se tornando uma pechincha quando comparado a outras áreas no Brasil. Mas a maior animação fica, de novo, em Guarapari, onde vale dar um pulo.

Como chegar em Vila Velha

De avião

Para quem vem de avião, o Aeroporto Eurico de Aguiar Salles fica em Vitória e opera apenas vôos domésticos. Os vôos diretos vem de todas as vizinhas do Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas e Belo Horizonte) e também de Brasília e Salvador.

A saída do aeroporto pode ser feita de carro alugado diretamente retirado no local, ônibus ou táxi.

Para quem optar pelo ônibus comum, as linhas que passam pelo aeroporto são a 122 (Aeroporto – Rodoviária via Av. Vitória),  163 (Aeroporto – Parque Moscoso via Maria Ortiz) e 212 (Aeroporto –  Santo Antonio via Beira Mar). É necessário fazer uma baldeação entre linhas para chegar até Vila Velha, o que acaba tornando a empreitada meio sacrificante para quem está carregando as malas.

Você consegue pegar um táxi do lado de fora do aeroporto, onde já é possível deixar a tarifa paga na cooperativa. O valor da corrida até a Praia da Costa, em Vila Velha, varia entre R$ 35-45.

De carro

A partir do Rio de Janeiro, o trajeto mais comum é pela BR-101, numa distância de cerca de 530 km. Já no Espírito Santo, a boa é pegar a Rodovia do Sol pela entrada em Guarapari, onde você vai ter uma vista maravilhosa da região praiana. A Rodovia do Sol tem um pedágio que hoje custa R$ 8,50 para veículos de passeio e R$ 4,25 para motos, que pode ser pago em dinheiro ou usando as credenciais do Via Expressa. Depois é pegar a Terceira Ponte, que em poucos minutos você vai estar em Vila Velha.

De Belo Horizonte, o trajeto mais curto é de cerca de 520 km feito via BR-262.

De ônibus

A Rodoviária de Vila Velha, inaugurada em 2012, também faz a interligação com várias cidades do país, como Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. As principais empresas que circulam na área são a viação Águia Branca, Itapemirim, Kaissara e Gontijo/São Geraldo.

Para sair da rodoviária, a melhor forma é o táxi. Uma corrida até a Praia da Costa fica em torno de R$ 20-30.

De trem

De um jeito mais inusitado, dá para chegar de trem desde Belo Horizonte até a estação Pedro Nolasco, em Vila Velha. O trajeto é feito em 13 horas na estrada de ferro Vitória a Minas, que é administrada pela Vale. As partidas da capital mineirinha acontecem às 7h30 e, no sentindo contrário, de Cariacica, às 7h.  É uma maneira diferente e histórica de viajar, com direito a paisagens bem bacanudas pelo caminho.

Dá para comprar as passagens online, nas estações ou postos de vendas com até 60 dias de antecedência. O valor das passagens é R$ 65, onde crianças até 5 anos não pagam.

A Débora, do Blog Foco no Mundo, fez um post contando como é a experiência dessa opção. 🙂

Onde ficar em Vila Velha

Quando em Vila Velha, a melhor opção de estadia, sem dúvida é na Praia da Costa. Dia e noite a região é a mais bem estruturada, com sua orlinha de calçadão bem planejado, ciclovia, restaurantes e quiosques. Além disso, daqui você tem um acesso facilitado aos pontos turísticos mais interessantes, como o Convento da Penha e o Morro do Moreno. Outro ponto positivo da região é a presença do Shopping Praia da Costa.

Vila Velha - Varanda do Hotel
Da varanda do hotel na Praia da Costa

Para quem está em busca de conforto e comodidade, a melhor opção é o Quality Suites Vila Velha. Uma opção um pouco mais em conta e estrategicamente bem localizada é o Champagnat Praia Hotel, que fica a poucos metros da praia e super perto da Ponte para Vitória também.

|Leia aqui sobre a nossa estadia no Quality Suites Vila Velha|

Se o negócio são preços baixos, o Centro vira uma opção a ser considerada. Por lá, dá para conciliar a proximidade das principais atrações da cidade, como também da Praia da Costa. O lado chato é que fica meio parado à noite e nos finais de semana. Por lá fica, por exemplo, o Novo Praia Hotel.

Como circular em Vila Velha

Em Vila Velha, não tem muita saída: ou você está de carro, ou tem dinheiro para bancar os táxis, ou vai ficar sujeito aos ônibus da cidade. Particularmente, a opção do aluguel de um carro é a melhor, porque facilita o transitar entre os pontos de interesse em Vitória e Vila Velha. Além disso, boa parte dos hotéis possuem estacionamentos gratuitamente oferecidos aos hóspedes, ainda mais se reservar pelo Booking.

Para quem resolve se arriscar pelos transportes urbanos da cidade, a Companhia de Transportes da Grande Vitória fornece essa busca de horários e linhas para passear entre Vila Velha e Vitória. A viação urbana Sanremo, que circula em Vila Velha, também disponibiliza sua lista de linhas e itinerários.

O que fazer em Vila Velha

Se hospedar na Praia da Costa e não aproveitar pelo menos metade de um dia nela, não faz o menor sentido. E, mesmo não se hospedando, vale a visita a uma das praias mais queridinhas da cidade. Não é à toa: a praia é excelente para banhos, especialmente na região da Praia da Sereia. Por aqui, você também deve encontrar ótimos restaurantes para provar da deliciosa moqueca capixaba.

Para os que curtem uma boa descoberta gourmet, a queridíssima Katarina, do Outro Blog, deu uma ótima dica de um restaurante sem frescura,  com um ambiente mega divertido e opções até para os veganos.

O cartão postal da cidade é o Convento da Penha, que dá uma vista incrível tanto para Vila Velha como para Vitória. Por mais que não se tenha o menor apego religioso, vale a visita. Depois dela, os musts ficam com o novíssimo Museu Ferroviário da Vale (não dispense o áudio guia, por favor!) e a fábrica de chocolates da Garoto, onde você consegue degustar os benditos Serenatas de Amor. #alertadechocólatra

Vila Velha - Museu Ferroviário
No Museu Ferroviário

Para quem curte uma boa trilha, não dispense a visita ao Morro do Moreno. A subida pode ser feita por trilha, onde é fortemente recomendável a presença de um guia já que não tem nenhuma sinalização, ou pela estrada de terra.

Vila Velha - Morro do Moreno
Com um amiguinho no Morro do Moreno

Por ser praticamente uma coisa só com Vitória, não dá para visitar uma sem a outra e a outra sem a uma. Por isso, outra opção de passeio acaba sendo explorar a vizinha. Nesse sentido, um bom programa é provar dos frutos do mar no restaurante Ilha do Caranguejo (tem uma filial dele no Boulevard Shopping em Vila Velha, a quem interessar possa) e aproveitar a proximidade, para explorar a orlinha da Praia de Camburi.

Enquete

O que mais te interessaria saber sobre Vila Velha?

COMPARTILHAR
Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

11 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui