A gente viaja para sermos pessoas melhores e não para ser melhor que ninguém.

Esse é o meu posicionamento na vida e minha escolha. Gosto de compartilhar histórias, experiências e, acima de tudo, aprendizados.

Não gosto que a quantidade de viagens que faço, quantos dias passo longe, como vou e o que faço se torne uma competição. Eu fico sinceramente feliz pelos lugares que meus amigos tem a oportunidade de conhecer e me inspirar, mas isso não quer dizer que vou querer fazer cada coisa porque cada um fez ou vou querer ir ao mesmo lugar e fazer melhor.

A vida não é uma competição. Estamos em pistas diferentes que podem coincidir em alguns momentos. É só.

Adoro ter gente ao meu lado e dividir as coisas que vivi. Mas, a partir do momento que percebo que o interesse tem aquela vibe ruim, prefiro tirar minhas pecinhas da mesa e jogar com quem curte só a brincadeira.

Curto demais levar a vida leve. Gastar meu tempo com meditação, bons sentimentos, diversão e muito amor. Amo gente do mesmo jeito que amo chuva. Adoro senti-la, mas não quer dizer que não fuja das nuvens negras carregadas de raios e trovões.

Viagem-2

Com isso tudo, o que quero dizer é: vamos viver livremente, entender que somos diferentes, nos deliciar nisso e compartilhar histórias sem inveja, competitividade ou qualquer outro sentimento que coloque peso onde não precisa haver.

Melhor coisa é voltar para casa, depois de um tempo bem aproveitado, com a mala cheia de ótimas experiências, vários amigos e um sorrisão cravado no rosto. E, ainda mais: compartilhar tudo com aquele melhor amigo que ficou por aqui te esperando, sabendo que ele (ou, se for o caso, você), vai ouvir tudo com um sorriso no rosto e zero rancor. Gente linda, que tem um brilho tão especial que, em qualquer parte do mundo, nós sentimos falta. E, de um jeito totalmente particular, sabe viver essa vida que estou falando: com leveza…

(texto adaptado de mim mesma numa legenda de foto de Insta que publiquei esses dias)

Para acompanhar a leitura


Fft é um acrônimo para “Food for Thought”, uma expressão em inglês que pode ser traduzida como “Alimento para o pensamento”.

COMPARTILHAR
Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui