Paris

Relato & Dicas: Torre Eiffel

Torre Eiffel, chegamos!

Relato & Dicas: Torre Eiffel

O que é? O que é? É famosa. É de treliça. É o ícone mundial da França. Cês já sabem do que estou falando??? A Torre Eiffel! Tenho sido tão cobrada de falar dela, que chegou a hora!

Tem como não achar linda?

Tem como não achar linda?

Sobre o passeio

Coração acelerado, essa é a sensação quando a gente chega e percebe a dimensão dessa belezura. É impossível não ficar bobo com esse monte de ferro dando origem a algo tão bonito, bem ali no meio da Champs de Mars. A vontade é de dar um beijão no Gustave Eiffel por ter provado que isso era possível!

Torre Eiffel, chegamos!

Torre Eiffel, chegamos!

Para não chegar desprevenido, é bom já ter um conhecimento básico de como funciona a visita na torre. Ela tem três níveis de acesso. Dá para subir ao primeiro e ao segundo níveis por escadas, que é hard. Só para alcançar o primeiro nível são 300 degraus! #academiamodeon O outro jeito é usar a tecnologia chamada elevador que, aliás, é uma fofura! Parece uma caixinha transparente que não te deixa perder a emoção da subida e guarda seu fôlego para bons clicks.

A gente escolheu o modo lazy mesmo e fomos de elevador. CARAMBAAAAA! É muito legal ver cada vez mais e mais aquela treliça de perto, aqueles ferros ficando gigantes, o tectec do elevador (parecia até efeito especial!!!) e a cidade virando uma maquete muito da bem feita.

Subindo no elevador: quanto ferro!

Subindo no elevador: quanto ferro!

Do primeiro andar, já dava para vislumbrar a cidade inteira. Nele,  tem sanitários e lojas. Mas, na subida, o elevador passou direto, porque o mais interessante meeeesmo estava segundo andar. Além de contar com um restaurante, esse nível permite uma vista (e, portanto, fotos) bem melhor. Nesse andar tinha uma ilustração de um comparativo do tamanho da torre com outros prédios e lugares altos do mundo ao longo dos anos. Foi lá que a gente descobriu que a Torre Eiffel era a construção mais alta do mundo até 1930, quando o  Chrysler Building, em New York, a superou!

Agora, nem tudo são flores, o segundo andar da torre também é o lugar que fica mais cheio. Isso porque é onde se mistura o povo que vai parar por ali com a galera que ainda vai subir para o terceiro nível. E justamente esse amontoado de gente que encontramos quando desembarcamos lá! Então, tenha paciência e garanta um bom passeio!

Ok, e o terceiro nível? É o que devem estar se perguntando, né? Então, esse nível, também conhecido como sommet, só é acessível via elevador. Esse daí é para quem quer chegar no topo mesmo dos 324 metros da torre, que era o nosso caso. Obviamente, paga-se mais caro para ir até ele. Mas vale a pena sentir o ar de Paris de lá…ah, vale!

Champs de Mars visto do sommet...

Champs de Mars visto do sommet

E o Arco do Triunfo também!

E o Arco do Triunfo também!

Não adianta pensar em subir direto ao sommet: o elevador que vai até o segundo andar é diferente do que vai ao terceiro. Por conta disso, primeiramente demos uma parada no segundo mesmo, curtimos a vista e partimos para a fila (sim, fila…mas não desanime!) do elevador para o terceiro andar. Nada disso estragou o passeio, porque a gente aproveitou para continuar tirando fotos durante a própria fila, que ia margeando o andar.

Dito tudo isso, aqui cabem algumas observações:

1. Há quem diga que não vale a pena comprar ingresso para subir na torre.  Minha humilde opinião: é mentira de quem não conseguiu comprar o ingresso. Vale, sim! Aliás, em dias de céu aberto, é possível ter uma vista de 60 quilômetros de distância. Não perca, por favor!!!

2. Tem uma diferença razoável da vista do segundo para o terceiro andar. O chato era que no terceiro andar tinham umas grades atrapalhando as fotos, mas dada a altura, era uma questão de segurança mesmo. O importante era aproveitar a linda vista.

Cadeado fofo sobre o Sena

Cadeado fofo sobre o Sena

Dicas

– O melhor horário para visitar a Torre Eiffel é nas duas horas que antecedem ao pôr-do-sol. Isso porque dá tempo de você vê-la à luz do dia, subir, descer e pegá-la quando o sol se vai. À noite a torre fica toda acesa. Parece até noite de Natal, sabe?!? A gente fez isso e, vou te dizer, é MUITO bom! Pegamos uma filinha de uns 30 minutos (era baixa temporada, aleluia!) para comprar nosso ingresso até o sommet, já que não conseguimos fazê-lo pela internet. #deupaunosistema

De repente, parece que virou Natal!

De repente, parece que virou Natal!

– Se você for visitar a torre em alta temporada, é MUITO IMPORTANTE que tente comprar seu ingresso com antecedência ou levará horas na fila.

– Depois de ver a torre de todos os ângulos possíveis, dá para combinar com um passeio de barco ali aos pés dela para percorrer o rio Sena e seus pontos turísticos. A gente fez isso no dia com o passeio mais barato, que dava direito a um vinho e um cachorro quente e custava € 14. Mas tem a opção dos famosos Bateaux Mouches (a gente fez também, mas falo depois senão isso aqui vira um testamento… se já não virou, ?), que dá direito a jantar com entrada + sobremesa + prato principal tudo acompanhado do vinho ideal, só que exige que se esteja mais bem vestido.

Para terminar, passeio de barco no Rio Sena...

Para terminar, passeio de barco no Rio Sena…

Funcionamento:

Datas Escadas Elevador
01 de janeiro a 14 de junho 09h30 às 18h30

Último acesso às 18h.

09h30 às 23h45

Última subida ao 2º andar: 23h. Última subida ao 3º andar: 22h.

15 de junho a 01 de setembro 09h às 00h45

Último acesso às 00h.

09h às 00h45

Última subida ao 2º andar: 00h. Última subida ao 3º andar: 23h.

2 de setembro a 31 de dezembro 09h30 às 18h30

Último acesso às 18h.

09h30 às 23h45

Última subida ao 2º andar: 23h. Última subida ao 3º andar: 22h.

Como chegar:

A melhor opção nesse caso é o trem RER, cuja estação mais próxima é a Champs de Mars – Tour Eiffel, que fica a 10 minutos de caminhada. Você deve pegar a saída Tour Eiffel e seguir a rua Quai Branly em direção à Torre que já estará à vista.

Custo da visita:

Então, são 2 tipos de ingresso para o segundo andar, de acordo com a sua opção de acesso por escada ou elevador. E um terceiro tipo de ingresso que permite a ida até o terceiro nível, obrigatoriamente de elevador. Os ingressos mudam de preço também de acordo com a faixa etária, como estou mostrando na tabela aqui embaixo.

Ingressos Adultos Jovens Crianças 4-11 anos e deficientes
Segundo andar via escadas € 7 € 5 € 3
Segundo andar via elevador € 11 € 8,50 € 4
Terceiro andar € 17 € 14,50 € 10

A criançada abaixo dos 4 anos tem entrada gratuita! Aliás, os acompanhantes de deficientes também pagam tarifa reduzida (mesmo valor dos deficientes).

Além desses ingressos, tem ingressos com preços diferenciados para grupos, que podem ser reservados online.

Valores atualizados em 07/11/2015.

Onde comprar os ingressos:

Atualmente, a compra antecipada pode ser feita pelo próprio site da torre. Como eu sei que essa tentativa nem sempre funciona (comigo dava erro direto na semana antes da viagem!), tem outra opção! Para quem compra o Paris City Pass, que é um pacotão do transporte por Paris (Paris Visite) por até 5 dias com o Paris Museum Pass (a gente falou dele no blog), tem a opção de, por mais € 15, ter acesso ao segundo andar da Torre Eiffel em qualquer dia de funcionamento da torre no período de 10h30 a 16h30. Cês podem adquirí-lo diretamente com eles aqui.

Eles dão a opção de entrega no Brasil ou no seu hotel, mas, para evitar atrasos e imprevistos, a boa é retirar no Office de Tourisme ou na loja Paris Rendez-Vous. Caso você queira muito ir no sommet e comprou esse fast-track com a Paris City Pass, dá para adquirir um ad-on no site da torre para ir até o terceiro andar por € 6,50, sem pagar taxas de agendamento.

Não dá para comprar ingressos da torre para outro dia, pois são de uso imediato, então nem dá para cogitar essa hipótese…

Tempo de visita:

Para ir com calma e curtir bastante tudo sugiro algo entre 2h e 4 h.

Como se vestir:

– No início do outono, durante a primavera e o verão: Use roupas leves, mas tenha um cardigan na mochila para não ficar com frio à noite.

– No final do outono e durante o inverno, se agasalhe muito bem, pois chega a nevar!

– Use sempre sapatos confortáveis, pois em Paris anda-se muito!

Público alvo:

Todo mundo, menos o cachorrinhos da família porque ele não pode subir na torre. #puppiesnotallowed

Acessibilidade:

Como vocês viram, tem o elevador que permite o acesso facilitado a todos os andares da torre e os ingressos para deficientes e seus acompanhantes tem preços reduzidos.

Mais informações:

Acesse o site da torre.

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

4 comentários

  • simone
    Postado em 13/11/2015 em 6:37 Responder

    Amei seu blog, além de mostrar o que esse lugar de melhor é recheado de dicas, ai que vontade visitar esse lugar ♥

    • dayanalole
      Postado em 18/11/2015 em 3:39 Responder

      Obrigada, Simone! Fico feliz que esteja curtindo. Este espaço foi criado com muito carinho para compartilhar e ajudar a outras pessoas a terem ótimas experiências de viagens! 🙂
      Continue com a gente!!!

      Beijinhos!

  • Camila
    Postado em 16/11/2015 em 11:02 Responder

    Aiii que viagem incrível! Sou doida pra conhecer Paris!

    Bjoss

    http://bymiih.blogspot.com.br/

    • dayanalole
      Postado em 18/11/2015 em 3:40 Responder

      Obrigada, Camila!!! Quando for a Paris, já vai saber as dicas!!!

      Beijinhos!!!

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.