Viajar melhor

Qual o melhor programa de milhas aéreas? Um comparativo para facilitar a sua vida

Programas de milhas

Qual o melhor programa de milhas aéreas? Um comparativo para facilitar a sua vida

Quem nunca sonhou em voar de graça pelo mundo? Acho que qualquer pessoa gostaria. E se te disser que esse é um sonho possível? Mas tem alguns passos que você precisa seguir para alcançar. Um deles é focar em um programa de milhas aéreas. Mas, qual?

Por isso, a gente fez um comparativo dos quatro principais programas de milhas aéreas que atuam no Brasil: o LATAM Fidelidade, da TAM; o Smiles, da Gol; o Tudo Azul, da Azul; e o Amigo, da Avianca.

Comparativo os programas de milhas aéreas

Critérios

Consideramos 13 critérios na comparação:

  1. Parcerias para o acúmulo de milhas: afinal, são os parceiros que nos permitem acumular mais milhas aéreas nas atividades corriqueiras do dia-a-dia, como as compras com cartão de crédito, abastecimento em postos de combustível e por aí vai.
  2. Possibilidade de acúmulo de milhas gratuitamente: se há chance de acumular milhas sem necessariamente envolver o gasto de algum dinheiro, mas como recompensa de alguma atividade.
  3. Rotas operadas pela empresa: quantas opções de vôo a própria companhia aérea associada ao programa de fidelidade te oferece. Nessa parte, só consideramos os vôos da própria empresa, pois geralmente possuem uma relação de troca mais baixa que em parceiras.
  4. Companhias aéreas parceiras: quantas e quais as companhias aéreas são parceiras tanto para vôos como para acúmulo de milhas.
  5. Possibilidade de emissão de passagens internacionais: se a companhia oferece a oportunidade de vôos para o exterior, inclusive com parcerias.
  6. Validade das milhas: o tempo de validade das milhas em relação à sua data de aniversário. Consideramos apenas os status de fidelidade de entrada em cada programa.
  7. Resgate de passagens aéreas domésticas por trecho: a menor pontuação necessária para troca por passagens aéreas, de acordo com as tabelas de resgate de cada programa.
  8. Possibilidade de combinar milhas aéreas e dinheiro: se o programa permite utilizar milhas aéreas no abatimento das tarifas das passagens aéreas.
  9. Assinatura paga: se o programa conta com algum tipo de plano mensal em que retorne milhas e outros benefícios para os assinantes.
  10. Promoções: quais os tipos de promoções que as empresas aéreas costumam fazer.
  11. Cartão de crédito exclusivo: as parcerias firmadas com bancos que permitam melhores condições de pontuação na utilização de cartão de crédito do próprio programa de fidelidade.
  12. Pontos de parceiros contam para upgrade de categoria: verificamos se os pontos acumulados através das parcerias são qualificáveis para melhorar o status de categoria nos programas.
  13. Benefícios exclusivos com upgrade de categoria: Neste item foram considerados os diferenciais de cada empresa. Não foram incluídos benefícios mais corriqueiros como, por exemplo, aumento da franquia de bagagem e embarque prioritário, pois são praticamente um padrão entre todas elas.

Comparação

O jeito mais fácil de comparar é numa tabelinha, não acham? O resultado tá aí.

Programas de Milhas Aéreas

E aí? Qual o melhor programa de milhas, afinal?

Apesar de estarem crescendo e cada vez apresentando mais vantagens, os programas da Azul e da Avianca, hoje não representam um bom investimento de milhas. Embora ambos os programas sejam para a gente ficar de olho nos próximos tempos, já que vem aumentando pouco a pouco o número de parcerias.

Mas, atualmente, para Azul, a maior desvantagem é justamente a quantidade de parceiras aéreas, o que diminui as opções resgates de vôos em relação aos outros programas. Além disso, também possui bem menos parceiros não aéreos que as demais.

A Avianca sofre do problema de parceiros não aéreos numa versão um pouco pior: menos parcerias com bancos e administradoras de cartões de crédito, um dos meios que a maioria das pessoas mais usa para acumular milhas.

A disputa fica mais entre o Smiles e o LATAM Fidelidade. Ambos são ótimos programas com boas parcerias, promoções e opções de rotas.

Agora entram os “mas”. A tabela de resgate flutuante do Smiles acaba puxando um pouco o programa para trás, já que a gente fica sem saber quanto precisa acumular para conseguir resgatar um bilhete. A quantidade de milhas depende da disponibilidade de assentos, datas e vários outros fatores. Nesse caso, a quantidade de milhas para resgate acaba sendo maior que os valores da LATAM.

No quesito programas de assinaturas, o programa de assinaturas do Smiles oferece, através de um investimento mínimo de pouco mais de R$ 1/dia, o acúmulo 1.000 milhas no mês, além de oferecer vantagens exclusivas ao assinantes, como, por exemplo, a antecipação de promoções.

A LATAM entrou recentemente na briga com o Clube Multiplus. Nele, o menor pacote é de 500 milhas/mês por R$ 26,90. Se parar para fazer as continhas, as milhas da LATAM estão mais caras que as do Smiles. E continua assim, mesmo subindo de categoria de pacote em ambos os clubes. Os valores do Clube Multiplus começam a ficar mais interessantes que os do Smiles quando se considera 1 ano de fidelidade em cada companhia nos planos a partir de 3.000 pontos/mês, porque o parceiro da LATAM dá bônus a cada 4 meses.

No entanto, levando em consideração que a tabela de resgate da TAM é mais vantajosa, pode se tornar negócio investir no clube. Mas, tem que colocar na ponta do lápis, sempre!

Em termos de vantagens exclusivas para os assinantes, o Clube Multiplus promete, mas até o momento, sem novidades. A vantagem extra que está explícita são os bônus a cada 4 meses no programa.

O LATAM Fidelidade beneficia muito a quem realiza atividades corriqueiras como abastecimento em postos de combustível e compras online, já que a pontuação acontece pelo Multiplus, que tem uma quantidade de parceiros não aéreos muito maior que os demais programas. Isso acaba sendo um destaque maior se considerar que é possível acumular pontos, inclusive, sem gastar nenhum dinheiro através, por exemplo, de avaliações no TripAvisor ou atividades físicas pelo Mova Mais.

A desvantagem chata do programa LATAM é que ele não dá a possibilidade de upgrade de categoria através da pontuação em parceiros, enquanto o Smiles dá essa possibilidade, mesmo que na razão 15:1.

Agora, considerando o conjunto da obra e conjugando principalmente a possibilidade de acumular milhas mais fácil e rapidamente com variedade de opções de rotas, o programa da LATAM Fidelidade acaba sendo o melhor investimento. Mas nada impede de esse jogo virar. A boa é continuar acompanhando a evolução dessa briga e sempre avaliar se vale a pena permanecer ou trocar de programa de milhas.

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.