Paris

Onde ficar em Paris?

Paris

Onde ficar em Paris?

Tá aí uma dúvida muito da pertinente em qualquer viagem. Afinal, uma boa localização pode te poupar de gastos chatos de deslocamento e te permitir investir no que realmente interessa: uma ótima experiência.

Em Paris, os bairros são chamados de arrondissements e são numerados de acordo com a proximidade ao Rio Sena. Assim, quanto maior o número do arrondissement, mais distante você estará do Centro. E quanto mais perto do Centro, a tendência é que a hospedagem vá ficando mais cara.

A parte de cima do Sena no mapa é conhecida como Rive Droite e a parte abaixo, Rive Gauche. Estes seriam os lados direito e esquerdo do rio, respectivamente.

Paris e seus arrondissements

Paris e seus arrondissements (fonte: dicasdefrances.blogspot.com.br)

Não se guie apenas pela numeração, há bairros bem bacanas distribuídos pela cidade. Além disso, com o bilhete de metrô nas mãos, tudo fica perto já que Paris é muito bem articulada pelas linhas de metrô e trem. A única furada é ficar em fim de linha de metrô, já as opções serão menores e a distância será maior.

Enfim, andando por Paris, pude ver locais bem bacanas para se hospedar e aqui vão eles:

Louvre (1ére arrondissement)

O mais central, onde há muitas opções bacanas de restaurantes, entretenimento e turismo.  Recomendo fortemente a região chamada de Les Halles, que foi onde ficamos. Essa área tem uma vida noturna bem ativa, cheia de bares bastante frequentados pelos próprios parisienses. Além disso, tem lojas bacanas em cada esquina. Tem, inclusive, um shopping integrado com a estação de metrô Les Halles, que tem lojas aclamadas como a H&M, farmácia e até um mercadinho.

Nesse arrondissement, você fica perto e consegue visitar a pé o Musée du Louvre, Pallais-Royal, Jardin des Tuileries, Musée de la Orangerie, Centre Pompidou, Église Saint-Eustache, Hôtel-de-Ville, Sainte Chapelle e a Conciergerie.

1ére arrondissement – Hôtel de Ville

1ére arrondissementHôtel de Ville

Montmartre (18éme arrondissement)

Esse bairro bem turístico, charmoso e simplesmente apaixonante. Não é a tona que Picasso e Van Gogh viveram nesse lugar que ficou eternizado no filme sobre a Amèlie Poulain. Quando voltar a Paris, quero me hospedar lá.

Ele fica bem em uma colina e com ruas de paralelepípedos, estreitinhas e arborizadas, é lá que ficam os cafés mais charmosos, a única vinícola de Paris, o Mur des Je t’aime, o famoso Moulin Rouge e a Place des Tertres, onde você encontra pintores de rua retratando a cidade e fazendo caricaturas.

Montmartre – Place des Tertres

MontmartrePlace des Tertres

Quartier Latin (5éme arrondissement)

É a região onde se concentram escolas e universidades. Logo, não vai ser surpresa dizer que a Sorbonne fica bem no Centro dessa região, a poucos passos do Panthéon. Como na idade média o ensino era ministrado em latim, deram esse apelido carinhoso à região (fonte: Wikipedia). No belíssimo Jardin de Luxembourg, dependendo da época do ano, você vai se deparar com crianças fazendo aula educação física.

Por ser um bairro de estudantes, tem um histórico boêmio e boas noitadas. Também por essa razão, lá você encontra comida por preços mais baratos (estudante = pouco dinheiro, isso vale no mundo todo…).

Quatier Latin – Vista da Torre Eiffel a partir do Panthéon

Quartier Latin – Vista da Torre Eiffel a partir do Panthéon

Marais (4éme arrondissement)

Conhecido por ser um bairro de judeus e gays, é bem central e fica próximo ao Centre Pompidou, um museu de arte moderna interessantíssimo. Nele também está localizada a Place des Vosgues que é a praça planejada mais antiga de Paris e a casinha de Victor Hugo (aberta para visitação).

Pela herança judaica, a região é muito arrumadinha. Lá é possível encontrar mercadinhos, padarias e várias lojinhas interessantes de conveniência, além de vários bares, restaurantes e boates.

Marais - Place des Vosgues

MaraisPlace des Vosgues

#dicadeviajante

Dá para encontrar excelentes hotéis e apartamentos para alugar nessas regiões. O aluguel de apartamentos é uma boa opção para quem quer gastar menos. No nosso caso, por exemplo, conseguimos nos hospedar em Paris no 1ére arrondissement por 10 dias com 750 em um período de baixa temporada. Ao escolher essa opção, só não esqueça que terá que se preocupar em fazer comprinhas nos mercados como se fosse para a sua casa. Isso inclui da comida ao papel higiênico. Alguns apartamentos exigem que a limpeza seja feita (e, muitas vezes, paga!) na saída. Os hotéis já lhe poupam desses pormenores. Você reserva o quarto e pronto. Não se preocupa com o café da manhã, arrumação do quarto e muito menos com itens de higiene, geralmente providos. Como na época alugamos um apartamento, já me comprometo a fazer outro post explicando timtim por timtim de como cumprir essa etapa sem muitas dores de cabeça.

Então, viajantes, já decidiram por onde ficar? Tem mais algum lugar de Paris que indicariam para ficar?

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

1 comentário

  • Quando e como ir a Paris? – LolePocket
    Postado em 25/02/2016 em 3:48 Responder

    […] Onde ficar em Paris? […]

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.