Buenos Aires

Onde ficar em Buenos Aires: as dicas que não dá para ignorar

Buenos Aires - Hospedagem - Capa

Onde ficar em Buenos Aires: as dicas que não dá para ignorar

Buenos Aires é um dos destinos preferidos dos brasileiros desde sempre. Mesmo sem ser um dos destinos que a gente pode considerar baratos, nesses tempos de dólar alto, muita gente tem procurado a capital portenha.

Como muitas das maiores e mais famosas cidades do mundo, Buenos Aires tem bairros bem delimitados, cada um com sua assinatura muito da definida. Não tem exatamente aquele que seja 100% bom ou 100% ruim. O negócio é achar o lugar que vai ser mais à sua cara. Que nem um casamento: é se conhecer e saber como cada bairro funciona, que as chances de achar o seu cantinho vão ser altas.

3 dicas para se hospedar em Buenos Aires

Aqui vão as dicas de ouro que servem para escolher o seu cantinho Buenos Aires, independente do bairro.

1. Pesquise a hospedagem com antecedência, especialmente se for marcar sua viagem na alta temporada (janeiro, fevereiro, julho, agosto e dezembro). Nessas épocas, as melhores e com preços mais bacanas costumam esgotar logo.

2. Se não quiser gastar com táxi, procure se hospedar perto de alguma estação de metrô e, de preferência, que seja confluência de linhas.

3. Monte um roteiro básico com os lugares que planeja priorizar e marque no mapa. Não precisa de ser uma coisa muito elaborada, não. Depois, veja as opções de hospedagem mais próximas. Essa é uma boa estratégia para escolher a que vai te poupar tempo, dinheiro e esforço. Uso muito isso com o Booking, que já mostra as propriedades num mapinha. 😉

Os bairros de Buenos Aires para ficar

Centro

O Centro é uma área meio complicada de definir. Para isso, estou considerando os bairros de San Nicolas, Monserrat, Balvanera e Retiro (que não é bem Centro, mas entrou no bolo pelas similaridades e por ficar ali nos limites com a Recoleta).

Buenos Aires - Centro

 

O bom

O Centro é uma boa opção para quem tá sendo introduzido a Buenos Aires e/ou está com pouco tempo na cidade. Isso porque boa parte das atrações ficam aqui ou bem perto. Além disso, tem ótimo acesso ao transporte público, em especial, o metrô, que é uma boa saída para quem está turistando pela cidade.

Para completar o combo, é no Centro de Buenos Aires que você deve encontrar as hospedagens mais baratas da cidade e a famosa Calle Florida, o point das compras. Para quem pretende trocar seus dólares ou reais, é bem por aqui que vai achar boas casas de câmbio.

|É bem aqui que fica o Teatro Colón, um dos melhores do mundo.|

Buenos Aires - Centro

Cartão postal de Buenos Aires, a Casa Rosada fica bem no Centro

O ruim

À noite o Centro de Buenos Aires fica desértico, sem opções de onde comer ou se divertir. Acaba que as opções mais próximas ficam em Puerto Madero, para onde a gente tem que pagar uma corrida de táxi ou fazer uma caminhadinha.

Durante o dia, as ruas estão sempre abarrotadas de gente, tanto turistas como trabalhadores e, vez por outra, alguns batedores de carteira. Por isso, ficando por aqui, a atenção aos seus pertences é uma boa prevenção. Além disso, por ser o coração político de Buenos Aires, é bem aqui que se concentram as manifestações populares.

Especialmente quando comparado com outros bairros mais residenciais, o Centro acaba sendo uma área mais feia e suja. Somando a isso, os hotéis da região costumam ser os mais antiguinhos, também.

Sugestões?

Entre as opções de hotéis, para quem procura conforto o Alvear é uma ótima opção, além de ficar comodamente perto das Galerias Pacífico, o shopping mais bonito de Buenos Aires. Outras opções, com preços mais razoáveis e bem perto da Plaza de Mayo, são o Reino del Plata e o Gran Hotel Ailen, vizinho do famoso Café Tortoni.

Para quem quer curtir a cidade como um portenho e alugar um apartamento, o Belle Suites é uma boa oportunidade e fica bem no limite entre Retiro e a Recoleta. Se quer uma opção mais centrica, fica a sugestão do Studio en Microcentro.

San Telmo

Buenos Aires - San Telmo

O bom

A história de Buenos Aires começou aqui. Hoje em dia, é um dos bairros mais tradicionais da cidade, com casarões antigos e um monte de antiquários. Para quem curte compras de antiguidades, é uma boa pedida. Aliás, o bairro é famoso justamente pela feirinha que ganha espaço aos domingos, vendendo todo tipo de objetos antigos, lembrancinhas, artesanatos e por aí vai.

Fica bem perto do Centro e, então, das atrações turísticas da cidade. Além disso, para quem está à caça de uma boa milonga, este é o lugar. Várias casas de tango tradicionais ficam na região.

|Um passeio imperdível: a feira de San Telmo.|

Artista de rua - Feira de San Telmo - Buenos Aires

Artista de rua dançando com uma menininha em San Telmo

O ruim

Diria que essa é a região mais insegura da cidade. Não sei se a necessidade de manutenção dos prédios acaba deixando o ambiente mais propenso às desconfianças, mas uma boa é ficar de olho vivo aqui.

Além disso, também tem várias atrações pega-turista esperando alguém dando sopa.

Sugestões?

Em San Telmo, há menos opções, mas não quer dizer que não vamos encontrar coisas bacanas por aqui. Aliás, o Patios de San Telmo está aí para provar isso. Com custos mais baixos, tem o Tiana e o Hotel Babel Suites. Para aluguel, uma boa pedida mora no Lemon Apartments.

Recoleta

Buenos Aires - Recoleta

O bom

Esse é o bairro mais bonito e classudo de Buenos Aires. Aqui, tudo é charmoso: as ruas, os restaurantes, os prédios, as praças e até os passeadores de cães. Na Recoleta, você pode andar com calma, parar em qualquer café só para ver as pessoas passando e acordar bem dentro do clima portenho.

É uma área bem central, cercada de residências de gente endinheirada e boas opções de hospedagem. Isso garante o acesso às principais atrações da cidade a poucos pesos de táxi.

Nos finais de semana, ganha um ar especial e mais democrático com a feirinha hippie ali nos arredores do seu Cemitério famoso.

|Uma volta pela Recoleta, para ver os atrativos desse bairro portenho.|

Buenos Aires - Recoleta

A Floralis Generica um dos símbolos da Recoleta

O ruim

A Recoleta em si não tem tantas atrações turísticas para um turista de primeira viagem a Buenos Aires. E, não ser tão bem servida de estações de metrô, acaba impondo uma certa dificuldade para quem quer usar o transporte público.

Por estar numa área mais nobre da cidade, espere encontrar acomodações com preços mais altos, mas nada que uma boa pesquisa e a antecedência não resolvam. Ainda falando em preços altos, o charme de boa parte dos restaurantes e cafés da área também costumam ter seu custo. No entanto, ainda é possível para encontrar alguns com valores mais acessíveis, só procurar.

Sugestões?

A toda a chiqueza mora lá no Alvear da Recoleta. Sério, o bichinho parece que saiu de algum cenário de filme! Para quem pode, não tem lugar melhor. Mas, pensando em quem procura opções mais, digamos, acessíveis, tem outras dicas como o Cyan e o MDA Recoleta, que ainda por cima fica a uma distância caminhável da Plaza de Mayo.

Para alugar, tem o Estudio Deco Home, um achado perto da estações de metrô Aguero e Las Heras, e o Santa Fe Apart.

Palermo

Buenos Aires - Palermo

O bom

Esse é um bairro que equilibra a calmaria dos parques com uma das noites mais interessantes de Buenos Aires.

Palermo é um dos maiores bairros da cidade e, assim, tem as suas subdivisões para facilitar a localização. Em Palermo Chico, ficam os chamados Bosques de Palermo, que tornam a região uma das mais verdes da cidade. Mas é em Palermo Hollywood e Soho que ficam as baladas. Por conta disso, a área é bastante frequentada pelo público mais jovem.

Palermo é bem servido de bares, cafés e restaurantes que, vou ser abusada de dizer, são o melhor da gastronomia portenha. Além do mais, o bairro também oferece boas opções de compras com suas lojinhas de designers. Nos finais de semana, também tem a sua feirinha, mais indicada para quem curte fashionisses a preços razoáveis.

Se você está procurando mais um motivo para ficar em Palermo, aqui vai: é um o mais próximo do Aeroparque Internacional Jorge Newbery.

Buenos Aires - Palermo

O Jardim Japonês em Palermo

O ruim

Ainda mais se levar em consideração o tamanho, Palermo consegue ser mais restrito que a Recoleta em termos de estações de metrô. Para piorar, ainda é o bairro mais distante do Centro. Ou seja, se optar por um táxi, vai custar mais pesos.

Sugestões?

Pensando em ficar confortavelmente perto das baladas de Palermo Soho, boas dicas são o The Glu, o Own Grand e, numa versão mais em conta, o Sissi Haz.

No quesito apartamentos, tem o Soho Point, que vive bem cotado por quem passa por lá, e o Asian Loft, um super fofo de decor oriental.

Puerto Madero

Buenos Aires - Puerto Madero

O bom

Puerto Madero tem o benefício de ser a área mais nova da cidade, com prédios e instalações mais modernosos. E, diria, é a terceira área mais bonita de Buenos Aires (isso porque a Recoleta e os Bosques de Palermo ganham dele!). Tem bons restaurantes próximos  aos hotéis, o que garante refeições agradáveis no final do dia.

A região ainda conta com algumas áreas verdes, que não chegam a ser tão exploradas turisticamente como os Bosques de Palermo, mas têm seu quê de interessantes.

Outro ponto a favor de Puerto Madero, é que é ficando aqui, você fica próximo do porto, o maior da Argentina e de onde partem os catamarans para o passeio a Colonia del Sacramento, no Uruguai.

Por ficar no centro econômico da cidade, acaba sendo mais interessante para quem vai a trabalho.

|Guia completo para um bate-e-volta em Colonia del Sacramento.|

Buenos Aires - Puerto Madero 2

A Puente de La Mujer e a Fragata Sarmiento em Puerto Madero

O ruim

Para quem pensa em riscar atrações turísticas mais famosas, Puerto Madero conta com a Puente de La Mujer e a Fragata Sarmiento, apenas. O mais vai ter que ser buscado nos vizinhos, o Centro ou San Telmo.

Falando de deslocamentos, o metrô ainda não chegou bem em Puerto Madero, fazendo com que o visitante precise escolher entre o táxi e, para os mais muquiranas (eu!), os ônibus.

De todos os bairros, dá para dizer que Puerto Madero tem menos a cara de Buenos Aires. Isso porque a modernidade acaba descaracterizando a sua expressão argentina, para adotar um estereótipo mais global. Além disso, ela traz consigo seu preço: uma das hospedagens mais caras da cidade.

Sugestões?

Puerto Madero tem um dos metros quadrados mais caros de Buenos Aires. Na região, você acha os clássicos e ultra blaster luxuosos Hilton, o Faena e o Madero. Aqui, as opções menos caras ficam mais para o aluguel mesmo, como o Los Robles.

Agora eu que quero saber: que área de Buenos Aires vocês acharam mais a sua cara? Se já se hospedaram em alguma região e tem dica de hotel, deixa aqui nos comentários para ajudar outros viajantes. 😉

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

1 comentário

  • Amanda Saviano
    Postado em 20/01/2017 em 8:58 Responder

    Adorei! Super completo e bem explicado! Vai ajudar muito nas próximas visitas!

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.