Jericoacoara

Jericoacoara | O que fazer (e o que NÃO fazer!)

O que fazer em Jericoacoara - 0

Jericoacoara | O que fazer (e o que NÃO fazer!)

Jericoacoara é daqueles paraísos que encaixam no perfil de viagem de, basicamente, todo mundo. Não é a toa que seja um dos destinos mais cobiçados do Brasil e, sem correr o risco de ser exagerada, do planeta mesmo.As melhores atividades aqui acontecem durante o dia. Não que a noite não tenha seu agito, mas as belezas naturais são realmente o prato principal por aqui.

|Saiba como chegar em Jericoacoara.|

O que fazer em Jericoacoara

Praias e lagoas

Praia Principal

Uma praia rasa e com uma faixa de areia que varia conforme a maré, bem de frente para a vila de Jericoacoara. Reserve, pelo menos, meio expediente para relaxar por aqui. Você pode escolher entre estender sua toalha de praia ou canga na areia ou se esticar nas espreguiçadeiras dos restaurantes.

#dicadeviajante

Pergunte antes se a consumação permite o uso das cadeiras ou se elas só estão disponíveis para aluguel. Cada restaurante tem a sua política e você não vai curtir ser surpreendido por um aluguel (às vezes, cobrado por hora) na sua conta.

Praia Malhada

O que fazer em Jericoacoara - 4

Piscinas naturais na Praia Malhada

Andando para o lado direito da vila, você encontra a praia mais desértica de Jeri. Quando a maré está baixa, formam-se piscinas naturais na orla, que deixam quem não curte ondas um pouco mais a vontade. A desvantagem é não haver a mesma disponibilidade de bares e restaurantes que a Praia Principal.

#dicadeviajante

A melhor forma de curtir essa praia: em grupo. Nunca é bom ficar numa área isolada de tudo e todos sem alguma companhia conhecida.

Lagoa Azul

O que fazer em Jericoacoara - 2

Lagoa Azul

Menor e mais turística. Talvez essa seria a melhor forma de definir a Lagoa Azul. É uma das paradas dos passeios de buggy e 4×4 da região, onde os visitantes, especialmente na alta temporada, concorrem avidamente por um espaço em uma de suas redes dentro da água.

Lagoa do Paraíso

O que fazer em Jericoacoara - 5

Chegando no Alchymist

Na época das cheias, ela pode virar uma só com a Lagoa Azul. Fato é que se trata de um espaço bem maior, com pontos mais ou menos lotados de gente. O ponto de parada mais comum para quem vem fazendo o passeio de buggy é o chiquetoso Alchymist. Não é a toa: o lugar é um paraíso e, ainda, premia os bugueiros que trazem clientes. Uma espreguiçadeira aqui custa R$ 100 e não fica isenta em caso de consumação.

Outra forma de chegar é através das caminhonetes que fazem transporte até a Lagoa do Paraíso a partir da vila de Jeri (Rua São Francisco), por valores módicos (R$ 15-20). Nesse caso, vale escolher uma das pousadas com restaurantes na beira da lagoa e se instalar nas suas espreguiçadeiras. O restaurante Lua Cheia Lagoa é uma das paradas por lá e conta com serviço na areia a preços bem mais acessíveis que o Alchymist. Na volta, deixe combinado com a caminhonete ou peça para o restaurante chamar uma.

Lagoa de Tatajuba

O que fazer em Jericoacoara - 6

Brincadeiras na Lagoa de Tatajuba

Essa é melhor acessada por quem vem nos passeios de buggy. Nos arredores, conta com um restaurante com cardápio “vivo”, onde você escolhe, ali na mesa, que peixe deseja para o almoço. Mas, já adianto: os preços são compatíveis com a peculiaridade da coisa. Uma porção de camarão com acompanhamento, por exemplo, fica na faixa dos R$ 80, bem mais caro que diversos restaurantes da cidade.

Outra atividade no local é descer pelo tobogã improvisado até a lagoa (R$ 5 a descida) ou fazer stand up (R$ 20 por meia hora).

Praia do Preá

O que fazer em Jericoacoara - 8

Kite e wind surf: boas pedidas para quem vem a Jeri

Não é das praias para se relaxar, mas para praticar kite ou wind surf. É possível, inclusive, parar um tempo para tomar umas aulas.  Fica a 20 minutos de buggy da vila de Jericoacoara e tem opções de hospedagem, a quem interessar possa.

#dicadeviajante

Nas praias, cuidado com os surfistas. Veja onde eles estão se concentrando e fique longe para não se meter em algum acidente.

Pôr do sol

O que fazer em Jericoacoara - 7

O pôr do sol do alto da Duna: não tem preço

O melhor lugar de todos, sem dúvida, é na Duna do Pôr do Sol. Num ritual diário, cerca de 1 hora antes do pôr do sol, pessoas se reúnem para marcar seu lugar no topo da bendita. Assim, não seja o mal educado da vez: se quiser um bom lugar, reserve o seu e não se enfie na frente de quem chegou cedo para isso (peço com todo carinho, okay?).

Para assistir ao pôr do sol, hoje em dia, tem até barraquinha vendendo drinks a preços semelhantes aos que você vê nas da praia principal. Se preferir uma economia, compre algo no mercado da vila e curta a vista da mesma forma.

Quando o sol se põe, todos aplaudem, outra tradição de fim de dia em Jeri. Na saída, você pode optar em descer caminhando ou, para os mais radicais, de esquibunda pela parte mais íngreme e de frente para a praia.

#dicadeviajante

Evite andar descalço pela areia úmida na descida da Duna. Alguns insetos que vivem nela podem causar bicho-do-pé. Essa lembrança, ninguém quer de Jeri.

Pedra Furada: a pé ou de charrete

O que fazer em Jericoacoara - 3

Pedra Furada

Um dos cartões postais mais requisitados de Jericoacoara, a Pedra Furada, é perfeitamente visitável por conta própria. Um jeito de chegar até lá é fazendo uma caminhada de 30 minutos pela Praia Malhada, que só é possível durante a maré baixa. Por isso, vale perguntar na pousada para consultar o horário das marés ou fazer isso online mesmo. O trajeto é bem interessante, com direito a formações rochosas espalhadas no caminho que rendem fotos lindonas!

Na volta, vale pegar o Morro do Serrote, numa caminhada que requer menos esforço e ainda permite uma visão diferente da Pedra Furada.

Para quem está com crianças ou, simplesmente, quer evitar a fadiga, vale fazer o passeio de charrete até o Morro do Serrote. O único esforço, nesse caso, vai ser descer até o cartão postal. Mas isso, se faz de bom grado. 😉

#dicadeviajante

  1. Muitos guias locais alegam que é um passeio complicado, para cobrar para acompanhar na caminhada. Sinceramente, é desnecessário.
  2. Se estiver sozinho, prefira ir nos horários de movimento, em que as pessoas estão se dirigindo para a Pedra Furada. Geralmente, pela manhã, nos dias de maré baixa, é uma boa oportunidade.
  3. Não esqueça de levar água e protetor solar. Na Pedra Furada, há pessoas vendendo água, mas sai um pouco mais caro que trazer a sua (o que é normal, né?).

Passeios de Buggy e 4×4

Os principais passeios são para o lado oeste e o leste de Jericoacoara e partem, normalmente, às 9h30, com retorno para a vila às 15h.

No lado oeste (mais interessante, diga-se de passagem), você tem a oportunidade de conhecer o Mangue Seco, atravessar o rio Guiriú e descer as dunas, com direito à muita emoção. Além disso, há a visita opcional à colônica de cavalos marinhos no manguezal, paga a parte (R$ 15). A última parada é a Lagoa de Tatajuba.

Os passeios do lado leste incluem uma parada para caminhada até a Pedra Furada, numa versão bem mais curta que pela Praia Malhada, onde ainda é possível conhecer também a Pedra do Frade. Depois, tem a visita à famosa Árvore da Preguiça, Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso.

Com relação a valores, os passeios de buggy tem um valor único, que varia entre R$ 200-400 e pode ser dividido por até 4 pessoas. Um pouco mais baratos e, ironicamente, mais confortáveis, são os realizados no 4×4. Isso porque esses últimos comportam mais gente a bordo, até 10 pessoas, e a cobrança é por pessoa. A desvantagem é que conciliar as vontades de mais gente num grupo fica mais complicado.

#dicadeviajante

  1. Se quer emoção, faça, pelo menos, o passeio para o lado oeste de buggy. Subir e descer as dunas neles é eletrizante!
  2. Pesquise os preços, se informe sobre o serviço e negocie. Geralmente, as pousadas oferecem boas indicações. Para quem quer procurar por conta própria, a Associação de Bugueiros é um bom ponto de partida. Mas não deixe de conferir nas agências, pela negociabilidade e facilidades de pagamento. Fechei todos os meus passeios com a JeriEcoturismo, levando em consideração o profissionalismo e segurança, além de oferecer as duas opções: 4×4 e buggy.

Noite e festas

A falta de iluminação pública e a consequente iluminação que vem dos restaurantes criam um clima todo especial em Jericoacoara. Dá até uma impressão de calmaria na vila, mas não se engane. Aqui, o forró também anima as noites e leva até a madrugada. O “Forró de trás da igreja“, por exemplo, tem seus panfletinhos e horários inusitados (por exemplo, 22:37) divulgados entre os visitantes com o cair da noite. O restaurante Dona Amélia, às quartas e sábados, é outra opção para quem curte o ritmo.

|Veja aqui onde comer em Jericoacoara.|

Para quem curte um show ao vivo, não vai dispensar o SambaRock, ao lado da praça de Jeri.

As bebidinhas ficam por conta das barraquinhas de drinks que são montadas com o cair da noite junto à Praia Principal.

Depois que já estiver cansado, às 2h da madrugada, a tradicionalíssima Padaria Santo Antonio vira uma opção de lanchinho delicioso.

O que NÃO fazer em Jericoacoara

Passeios de quadriciclos

Os passeios de quadriciclos oferecidos em Jeri (ou em qualquer lugar com muita areia em volta) não são uma boa escolha. Se, para quem não está acostumado, a direção em meio à areia é contraindicada. O risco de acidente é um preço alto para se pagar e uma lembrança chata para a viagem. Além disso, custa quase tanto quanto um de buggy e só leva duas pessoas.

Escalar a Pedra Furada

Coloque de um lado da balança a foto maravilhosa e as curtidas no Instagram, do outro, a possibilidade de se machucar. Agora, lembre que não há atendimento de emergência em Jericoacoara. Vale a pena mesmo?


Esta viagem contou com o apoio da JeriEcoturismo. Todavia, detemos o domínio sobre todo o conteúdo editorial do site.

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.