Madri

O que fazer com 1 dia (ou algumas horas) em Madri?

Madrid

O que fazer com 1 dia (ou algumas horas) em Madri?

Seu vôo faz uma escala que dura horas em Madri. Como faz? Fica parado esse tempo todo perambulando pelo aeroporto? Até vi a cena do “O Terminal” com o Tom Hanks do seu lado passando na minha mente. Já que estamos aqui, porque não dar uma voltinha para sentir os ares da cidade e ver um pouco de como ela funciona? Aqui vai uma sugestão para você aproveitar ao máximo o seu tempo.

Saindo do aeroporto de Madri

Onde deixar as malas

#dicadeviajante

1. Assim que desembarcar no aeroporto, tente despachar as bagagens de uma vez com a companhia aérea. Para vôos nos mesmo dia, geralmente elas permitem que isso seja feito mesmo com bastante antecedência.

2. Não esqueça de manter com você o essencial: documentos e dinheiro.

No terminal T2 do aeroporto, você tem acesso aos lockers. Eles funcionam todos os dias do ano 24 horas por dia. Os preços variam com o tempo que você vai deixar suas malas lá:

Tempo Custo/volume
0 a 2 horas  € 6
2 a 24 horas  € 10
a cada 24 horas adicionais  € 10
mais de 7 dias  € 7,14/dia
mais de 14 dias  € 4,29/dia

Suas malas vão passar pelo raio X para ver se não tem nada de perigoso nelas.

#dicadeviajante

Se for deixar sua mala no locker, já apresente do lado de fora os artigos eletrônicos. Eles obrigam você a retirá-los para apresentar. Igual ao que acontece no raio x de qualquer aeroporto.

Do aeroporto para o Centro

Como os pontos turísticos principais estão bem no Centro de Madri, é para lá que nós vamos! O aeroporto de Barajas fica a uns 13 km de Madri e a gente tem várias opções para sair dele: ônibus, metrô, trem e táxi.

Para quem optar pelo transporte público, o pessoal do aeroporto disponibiliza um mapa para saber aonde você pega o que. Mas eu faço o favor de copiá-lo aqui e te poupar da fadiga.

mapa transporte público -aeroporto de barajas - Madri

Mapa para acessar aos transportes públicos no Aeroporto de Barajas (Fonte: Site do Aeroporto de Barajas)

#dicadeviajante

Para se deslocar entre os terminais do Aeroporto, use os “shuttle-bus” que eles disponibilizam. É gratuito!

Ônibus

Se você só tem um dia em Madri, não considere essa opção. É a mais demorada de todas. Vai levar uma hora ou mais para que consiga chegar ao centro de Madri.

Metrô

O metrô tem estações nos terminais T2 e T4. Como o aeroporto é muito bem sinalizado, você vai encontrar placas indicando o caminho para as mais próximas, não se preocupe.

Quanto custa? O preço unitário (sencillo) por viagem custa € 1,50.

Tem também a opção de comprar para 10 viagens que custa € 12,20 e dá para dividir com outra pessoa. Mas, vai por mim, você não vai precisar. O trajeto que a gente vai fazer dá para ir a pé numa boa. 😉

Para sair do aeroporto, eles cobram um suplemento de € 3, além do preço das passagens. Então, você vai pagar € 4,50 pelo bilhete unitário. No caso de estar dividindo aquele pacotão de 10 bilhetes com alguém, tem que pagar o suplemento para cada pessoa.

Qual o horário de funcionamento? O funcionamento do metrô é de 06h05 às 02h.

Que caminho fazer? Pegue a linha 8 e desça na estação de Nuevos Misterios (20 minutos de trajeto, mais ou menos). Depois, vá de linha 6 para a Cuatro Caminos (1 minutinho). Por fim, vá de linha 6 para a estação Sol (10 minutos). Você pode pensar em outros caminhos para fazer usando o mapinha deles aqui ou o povo do metrô faz isso para você.

#dicadeviajante

Se tiver dificuldades com o espanhol, não tem problema. Compre nas máquinas e você poderá selecionar outro idioma (inglês, francês e alemão).

Trem

O trem só tem estação no terminal T4. Também vai ser tranquila de achar, já que só tem essa.

Quanto custa? O trem é uma opção bem barata perto das demais, só € 2,60. Mas pense bem antes de optar por ela: a frequência é de um trem por sentido a cada 30 minutos!

Qual o horário de funcionamento?A estação T4 funciona das 06h02 às 23h33.

Que caminho fazer? Pegue a linha C1 e desça na estação Nuevos Misterios (18 minutos). De lá, use a linha C3 para chegar na estação Sol (5 minutos).

#dicadeviajante

1. O trem também tem maquinhas para compra.

2. Guarde bem seu bilhete com você até o final da viagem. Você vai precisar deles para sair das estações.

Táxi

Você consegue pegar os táxis no embarque/desembarque dos terminais T1, T2 e T4 e no embarque do T3.

Quanto custa? Até a Puerta del Sol, nossa primeira parada, é cobrada uma tarifa fixa de € 30 (tarifa 4). Essa é a opção mais cara, mas vai te tomar de 25-30 minutos de trajeto.

Qual o horário de funcionamento? Esse você consegue por 24 horas.

#dicadeviajante

Fica ligado: usando a tarifa 4, o taxista não pode te cobrar nada a mais! Nem pela bagagem!

Tour a pé por Madri

Puerta del Sol

Chegando ao centro de Madri, a gente já começa por uma das praças mais famosas da cidade: Puerta del Sol. Não fique esperando ver aqui nenhuma porta! Hoje em dia, esse é só o nome do local.

Bem no meio da praça, você vê logo a estátua de um sujeito em cima de um cavalo. Esse sujeito é o rei Carlos III. Depois, bem pertinho do Tio Pepe, está outra estátua: a do Urso e o Madronheiro (El Oso y El Madroño), um símbolo de Madri. Olhando ao redor, você ainda encontra o prédio da prefeitura da cidade, onde antigamente funcionava a sede dos correios. Em frente a ela, está o marco zero de onde partem todas as rodovias da Espanha.

Puerta del Sol - Madri

Escultura de Carlos III em Puerta del Sol

Prefeitura de Madri

Prefeitura de Madri, onde fica o marco zero

No reveillón, milhares de pessoas costumam se reunir por aqui para comer uma uva a cada uma das doze últimas badaladas do relógio. Reza a lenda, que quem conseguir pode fazer um pedido de ano novo. Quem vai tentar?

#dicadeviajante

Nos arredores da praça a gente acha bons cafés, restaurantes e lojas. Quem já chegou com fome, pode dar uma paradinha aqui. Mas, se der, dê uma segurada que tem coisa boa pela frente.

Plaza Mayor

Siga para a Calle Mayor, onde você vai em direção à… Plaza Mayor! Sobrevivente de 3 incêndios e, ainda, uma das mais belas e diferentes de Madri. É retangular e fechada com 9 portas de acesso, em que a mais famosa é o Arco de Cuchilleros. Bem no meio dela, está a estátua de Felipe III, que foi o cara que sonhou com essa praça. A dita cuja foi presente de um duque de Florença para o rei, nada mais.

Plaza Mayor - Madri

Plaza Mayor

O prédio mais antigo da praça, Casa da Panaderia, merece um pouco de atenção. Nele, você acha um escritório de turismo de Madri e, com sorte, ainda presencia alguma exposição gratuita.

#dicadeviajante

Aproveite e pegue o mapa da cidade no escritório de turismo de Madri.

Talvez mais por conta da crise, você acha por aqui barracas vendendo lembrancinhas e artistas atrás de algum trocado. Também tem vários cafés, restaurantes e lojas de souvernirs nos arredores.

#dicadeviajante

Quer uma boa experiência gastronômica em Madri? Continue na Calle Mayor. Daqui a pouco, você acha o Mercado de San Miguel. Não é dos mais baratos, mas vale a experiência.

Mercado de San Miguel - Madri

Mercado de San Miguel

Plaza de la Villa

Já deu para perceber que a boa é ir andando pela Calle Mayor, né? Enfim, prosseguindo nessa reta, você vai se deparar à sua esquerda com a Plaza de la Villa. Essa daqui foi um dos principais núcleos da Madri Medieval e tem algumas casas de gente rica, tipo a Casa y Torre de los Lujanes e a Casa de Cisneiros. No meio dela tem uma estátua de um almirante importante da Marinha espanhola. Viu? Segue adiante.

Plaza de la Villa - Madri

Plaza de la Villa

Catedral de la Almudena

Descendo a bendita rua até o final, a gente dá de cara com a Catedral de Madri. Sim, esse é o outro nome da Catedral de la Almudena, minha gente. Ela tem uma porta toda trabalhada que impressiona a vista, além de, por dentro, ter lá suas cores.

Catedral de la Almudena - Madri

Catedral de la Almudena

Para quem curte um museu, ela tem um com vários objetos da sua história. Mas lembre-se que você está com pouco tempo, hein?

#dicadeviajante

Assim como na Catedral de Notre Dame, em Paris, aqui você também consegue dar uma subida na cúpula da igreja e ver um pouco da cidade de cima.

Palácio Real de Madri

Não se desespere que até ele você anda pouco. O Palácio Real de Madri fica bem atrás (ou em frente, depende do referencial) da Catedral. Essa aí é a residência oficial da família real, muito prazer.

#dicadeviajante

Se quiser assistir à troca da guarda real, programe-se para estar aqui numa quarta-feira às 11h.

Palácio Real de Madri

Palácio Real de Madri

Se tiver tempo (tipo, umas 2 horas), você consegue fazer uma visita pelo Palácio, com direito a ver os quartos oficiais e a coleção de armaduras reais.

#dicadeviajante

Se possível, compre seu ingresso online para fazer essa visita. Mesmo na baixa temporada, vimos uma filinha de turistas se formando no local.

Agora, uma coisa que dá para fazer em menos tempo e gratuitamente é a visita ao Campo del Moro e os Jardins de Sabatini. Para isso, é só seguir pela Calle de Bailén, margeando o Palácio que você chega nos Jardins de Sabatini. O Campo del Moro mora ao lado!

Jardins de Sabatini - Madri

Jardins de Sabatini

Plaza de Oriente

Se você foi margeando o Palácio pela Calle Bailén, você viu a Plaza de Oriente. Ela logo vai te chamar atenção pelo conjunto de 20 estátuas de reis espanhóis. Se você achou que isso era para estar na área do Palácio, acertou. Alguém já pensou assim, mas no fim decidiram que era melhor ficar por aqui.

Plaza de Oriente - Madrid

Plaza de Oriente

No meio dela, tem a estátua de outro sujeito em cima de um cavalo. Dessa vez é Felipe IV.

Plaza de España

Um pouquito mais a frente, ainda na Calle Bailén, você vai se deparar com a Plaza de España. O que ela tem de diferente? No meio dela, o monumento não é para um rei. É em homenagem a Miguel de Cervantes, com Don Quixote e Sancho Panza!

Plaza de España - Madri

Plaza de España

Além disso, na praça tem umas fontes lindas e é rodeada de prédios bacanudos. Entre eles, a Torre de Madri, que foi por um tempo o edifício de concreto mais alto do mundo e ainda é um dos maiores da cidade.

Templo de Debod

Se atravessou para a Plaza de España, volte para o outro lado da rua e prossiga pela Bailén. Logo você vai achar o Templo de Debod. Esse é um templo egípcio com mais de 2 mil anos de idade, doado pelo governo do Egito. Como ele foi parar aí que eu não sei!

Templo de Debod - Madri

Templo de Debod

Você pode e deve entrar nele. Aliás, esse é um dos poucos lugares neste roteiro que eu defendo que você entre mesmo! Aí você encontra muita informação legal sobre a mitologia e a sociedade egípcia. É um pedaço do Egito bem na Espanha, literalmente!

#dicadeviajante

1. Se conseguir, assista ao pôr-do-sol aqui. O templo fica mais lindo ainda para as fotos!

2. Se liga no horário de funcionamento do templo. Ele tem um intervalo do dia em que fica fechado e volta a operar. Se necessário, venha aqui antes da Plaza de España.

Depois disso, tem como pegar o metrô na Plaza de España e partir rumo ao seu vôo para onde quer que seja!

Informações Práticas

Catedral de la Almudena

Funcionamento Segunda a Domingo – 9h às 20h30

Julho e Agosto: Segunda a Domingo – 10h às 21h

Custo Gratuito

Museu de la Almudena

Funcionamento Segunda a Domingo – 10h às 14h30
Custo € 6

Palácio Real

Funcionamento Abril a Setembro:10h às 20h

Outubro a Março: 10h às 18h

Custo Visita livre: € 10

Visita Guiada: € 14 (acrescenta-se € 4 à visita livre)

Gratuidades: crianças menores de 5 anos.

Tarifa reduzida (€ 5 para visita livre): Maiores de 65 anos com comprovação de identidade/passaporte e estudantes menores de 25 anos com carteira internacional de estudante atualizada.

Jardins de Sabatini

Funcionamento Outubro a Abril: Todos os dias, 9h às 21h

Maio a Setembro: Todos os dias, 9h às 22h

Custo Gratuito

Campo del Moro

Funcionamento Outubro a Março: Todos os dias, 10h às 18h

Abril a Setembro: Todos os dias, 10h às 20h

Custo Gratuito

Templo de Debod

Funcionamento Outubro a Março: Terça a Sexta, 9h45 às 13h45 e de 16h15 às 18h15

Abril a Setembro: Terça a Sexta, 10h às 14h e de 18h às 20h

Sábados e Domingos: 10h às 14h

Fechado nos feriados.

Custo Gratuito

Mapa

O que mais vocês fariam se tivessem 1 dia em Madri?

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.