Mykonos

Mykonos: planejando a sua viagem

Mykonos-Capa

Mykonos: planejando a sua viagem

No arquipélago das ilhas ciclíades, bem no mar Egeu, está essa ilhazinha frequentada pelo público mais eclético possível. Suas praias tem areias claras, suas casinhas são todas pintadinhas de branco com janelas azuis. Assim que você chega, pensa que embarcou no paraíso. E está certo, mas não é só isso.

Mykonos também abriga noites que estão entre as mais agitadas da Grécia. Com direito a mocinhas dançando em cima de balcões para animar a galera. De outro lado, há também restaurantes elegantes, com comidas deliciosas. Ou seja, tem Mykonos para todos, fiquem tranquilos!

Vista de Mykonos a partir do Porto Novo

Primeira vista de Mykonos, chegando no Porto Novo

Vacina

Se você se decidiu de ir para qualquer lugar na Grécia, precisa saber que deve tomar a vacina contra febre amarela com o mínimo de 10 dias de antecedência da sua viagem.

Com o comprovante em mãos, faça o seu Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP). Você consegue fazer isso em um dos centros de atendimento da Anvisa ou escolher um posto de saúde que também emita o certificado e resolver tudo nele.

Caso você não possa tomar a vacina por alguma contraindicação médica, vá a um dos centros de atendimento com o laudo médico em mãos e solicite seu Certificado de Isenção de Vacinação e Profilaxia. Seu médico de confiança também pode emitir esse documento, desde que esteja dentro dos padrões da Anvisa.

#dicadeviajante

Não esqueça de levar sua identidade ou passaporte, pois seu CIVP é emitido com a numeração de um desses documentos.

Quando ir

Mykonos fica particularmente movimentada durante o verão, ali no período de julho e agosto. As temperaturas ultrapassam fácil a faixa dos 30°C. Muitos europeus aproveitam as férias escolares para se espalhar por lá e os cruzeiros para despejar suas centenas de tripulantes também. Nessa época, conte de encontrar muitas festas rolando desde o fim da tarde.

Os períodos vão do final de maio até junho e o mês de setembro costumam ser os melhores, quando é possível encontrar clima para praia, sem tanta gente em volta. Ainda tem badalação e festas na ilha, não se preocupe.

Mykonos - Construções Brancas

Mykonos, suas construções branquinhas, janelas azuis e flores: amo tudo!

Se for para evitar alguma época, que seja a que vai de dezembro a março, que coincide com o inverno. As temperaturas estarão mais baixas e a chance de chuvas é bem grande. Até as festinhas dão uma sumida nessa época. Ou seja, Mykonos no inverno não é das melhores opções, a menos que você só queira descanso.

Como chegar
De avião

O aeroporto de Mykonos fica em torno de uns 3 km de distância de Chora, o centrinho da ilha. A Aegean e a Olimpic possuem rotas a partir de Atenas, num trajeto que leva em torno de 40 minutos. Já o trajeto entre as ilhas ciclíades, quem costuma fazer é a Sky Express.

Durante o verão, caso você venha de algum destino internacional, vale a pena conferir os vôos da EasyJet e da Eurowings. Elas costumam fazer alguns trechos para a ilha a partir, por exemplo, de Milão, Paris, Londres, Genebra e Berlim.

Para sair do aeroporto, a melhor opção é ver se o seu hotel realiza o transfer, geralmente, os preços costumam ser mais camaradas ou até gratuitos. A corrida de táxi até Chora custa em torno dos € 15. Há a opção do transporte público, que custa apenas €1,60, mas você fica sujeito à frequência irregular, que pode render espera de horas, especialmente na baixa temporada. No aeroporto, é possível alugar carros, mas veja aqui embaixo o item “como circular”, primeiro.

De embarcação

Nesse caso, há duas opções.  Os barcos rápidos, também chamados de flyingcats ou highspeed, ou os ferryboats, que são maiores e mais lentos. Do porto de Piraeus, em Atenas, até Mykonos são cerca de 2h30 de barco rápido ou 6h de ferryboat. Se você vem de Santorini, os tempos gastos são semelhantes.

Blue Star Ferries - Barco Rápido

Embarcação da Blue Star Ferries

As opções de horários variam de acordo com a época do ano e a maior variedade de ofertas acontece no verão, claro. As empresas que costumam operar para a ilha são a Hellenic SeawaysSea Jets, Blue Star Ferries, Fast Ferries e a Golden Star Ferries. Todas elas realizam vendas pela internet, basta ter um cartão internacional para realizar a compra.

Primeira classe - Hellenic Seaways

Primeira classe da Hellenic Seaways

Dentro embarcação - Seajets

Por dentro da embarcação da SeaJets

#dicadeviajante

1. Não saia descartando a primeira classe por achar que é mais cara. Avalie os preços das passagens. A gente, por exemplo, deu um upgrade de passagem de classe econômica para primeira por uma diferença de € 10, graças a uma promoção da Hellenic Seaways.

2. Programe-se para chegar ao porto com 1 hora de antecedência para trocar os bilhetes de confirmação que você recebe por e-mail pelas passagens para entrar nos ferries. Essa troca você faz no guichê da operadora. Se tiver mais de uma viagem com a mesma empresa, tente trocar tudo de uma vez.

3. Já aviso que os ferries costumam atrasar um pouco, especialmente se vem de outras paradas, mas não conte com a sorte.

4. Não esqueça de levar remédios para enjôo na sua bagagem de mão, para o caso de sentir algum mal-estar na embarcação.

A distância do porto novo de Mykonos até Chora é de, mais ou menos, 1 km. Uma corrida de táxi custa menos de € 10. Há um ponto de ônibus bem no porto, cujo serviço costuma ser menos irregular do que no aeroporto, mas ainda assim, incerto. Também dá para alugar carro nas proximidades. Mas, antes de partir para qualquer uma das três opções, veja com seu hotel.

#dicadeviajante

1. Fique ligado nas promoções das companhias aéreas. Às vezes elas fazem promoções e as passagens ficam mais baratas que as de ferry. Se optar por elas, veja os limites de peso para bagagens, afinal você não vai querer pagar a mais pelo peso extra (lembra das #triptips?)

2. Procure saber se o seu hotel faz o transfer do aeroporto/porto. Geralmente os preços não são absurdos e alguns até o fazem gratuitamente. Zanzar pelas ladeirinhas de Mykonos com mala na mão não é um exercício fácil (experiência própria!).

Onde ficar

Há hotéis espalhados por toda a ilha, com praias particulares ou próximos às mais famosas. Mas, sem dúvida nenhuma, o local que vai te oferecer uma melhor infraestrutura será o centrinho de Mykonos, Chora.

Além de ser muito encantadora, é nessa área que se concentram a maioria dos restaurantes, bares, lojinhas de grife e de souvenirs, agências de viagem e casas de câmbio. Se hospedando por lá, você não fica dependente de transporte para ter acesso a tudo isso.

Como circular
De Quadriciclo

O meio de transporte mais usado na ilha é o quadriciclo e, diria, o mais indicado. Muitas ruas da ilha são bastante estreitas e ele facilita nessas horas.

Você aluga um quadriciclo com facilidade: basta mostrar a carteira de habilitação (pode ser a brasileira mesmo!), deixar alguma identidade na locadora (algumas pedem isso) e preencher o formulário. A gente, por exemplo, deixava a carteira de motorista brasileira, já que temos a internacional também.

Quadriciclo - Mykonos

Um dos quadriciclos que alugamos

Os preços das diárias variam de acordo com a “locadora” entre €15 e €30. Além disso, você não paga nada a mais.

#dicadeviajante

1. Assim como os preços, a potência e qualidade dos quadriciclos costuma variar bastante. Teste o seu antes de alugar. Se estiver acompanhado, peça para a outra pessoa subir na garupa, pois o peso influencia, especialmente, na subida e descida das ladeiras da ilha.

2. Logo que pegar seu quadriciclo, já pergunte sobre o posto de combustível mais próximo e vá abastecer. Em geral, €10 já te permitem rodar bastante. A regra da locação é meio diferente, nesse caso: você não tem a obrigação de receber e nem deixar o tanque cheio.

Carro

Há várias locadoras de carro na ilha, famosas como a Sixt, e outras locais que a gente facilmente encontra online. Você consegue alugar com mais facilidade no aeroporto, nas proximidades do porto ou negociando com antecedência com alguma locadora que leve o veículo para você no hotel.

Particularmente, tenho sérias ressalvas quanto a essa opção. Primeiro, porque, como disse antes, algumas ruas são estreitas e, para piorar, mão dupla, fazendo o acesso de carro complicado. Segundo, porque encontrar um estacionamento próximo às praias, muitas vezes, é uma missão chata, enquanto os quadriciclos são facilmente paráveis. Terceiro, porque é a opção mais cara, com diárias a partir dos € 25, mais ou menos, além daquelas taxas extras de praxe.

Agora, contra tudo isso, o carro acaba se tornando uma opção melhor se você está com crianças pequenas e/ou idosos, por questões de segurança.

Táxi

As corridas de táxi entre Chora e as principais praias variam entre €10 e €25, dependendo da distância.

Mykonos tem em torno de 30 táxis que, na alta temporada, não dão conta de tanta gente. Você acaba correndo o risco de não ser atendido ou cair numa longa fila de espera.

“Barco Táxi”

Especialmente durante a alta temporada, também são oferecidos serviços de barcos que fazem o transporte entre as praias de Mykonos. Esse serviço pode ser oferecido por particulares ou até mesmo por alguns hotéis. É diferente, mas tem o seu preço. Geralmente, o custo por pessoa é equiparável a uma corrida de táxi.

Ônibus

ônibus operados pela empresa KTEL que levam às principais praias saindo de Chora. Há dois pontos principais para pegá-los: o primeiro fica próximo ao Posto Telefônico de Mykonos e leva às praias de Elia, Kalafatis, Kalolivadi, Tourlos e Agios Stefanos, além do povoado de Ano Mera e do porto novo; o segundo fica na praça Fabrika e faz o transporte para as praias de Ornos, Agios Yannis, Plati Gialos, Psarou, Paraga, Paradise, mais o aeroporto.

O custo das tarifas varia até € 2 e depende do destino. No que diz respeito ao funcionamento, é uma opção um tanto confusa e tem uma frequência de operação variável. Você observa uma maior regularidade dos ônibus no período de alta temporada, enquanto os horários mais espaçados acontecem no inverno, quando a presença turística na ilha cai.

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

2 comentários

  • cristina leite de camargo
    Postado em 20/04/2017 em 4:39 Responder

    Vc se lembra de que Empresa alugou o Quadriciclo….gostaria de sair do Brazil com tudo já planejado e pago

    • dayanalole
      Postado em 24/04/2017 em 6:59 Responder

      Oi, Cris! Tudo bem?

      Eu aluguei por lá mesmo. Paga-se mais barato e dá para pesquisar. Geralmente, os locais de aluguel ficam bem próximos, no centro de Mykonos.

      Se quiser adiantar, tem vários que fazem o aluguel (só jogar no google “atv rental mykonos”). Alguns exemplos:

      Hercules Car & Bike Rental: http://www.mykonosrentals.gr/

      Mykonos rent a car – http://www.mykonosrentcar.com/

      O.K. Mykonos – http://www.okmykonos.com/

      Espero ter te ajudado! 🙂

      Faça uma ótima viagem!!! :*

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.