Vídeos

Google Trips | Tutorial, dicas e review

Google Trips - Capa

Google Trips | Tutorial, dicas e review

O Google Trips nasceu tem pouco mais de um mês, mas ficou famoso já no primeiro dia. Por que será?

O app da Google veio prometendo muita coisa no campo das viagens: reviews, roteiros, reservas e, o mais importante de tudo, deixando o acesso a tudo isso ser offline. Por isso, chegou a fazer muita gente pensar que daria fim aos sites, blogs e guias de viagem. Será mesmo?

Faz o seguinte? Dá o play aqui no vídeo e tira suas próprias conclusões. Nele, a gente bateu um papo mega divertido sobre o aplicativo, desvendamos as suas funcionalidades e experimentamos até que ponto o bendito pode ser útil.

Google Trips: 3 acertos e 3 possíveis melhorias

Confesso que fui toda ansiosa baixar o Google Trips e já saí usando na primeira viagem que deu.

O negócio é novo e, se engrenar, a Google vai investir e ainda vai dar muito pano para manga. Mas, sabe aquela história das primeiras impressões? Então, está aqui o que, de início, está sendo bom e o que precisa melhorar no aplicativo. Bom, isso na humilde opinião da pessoa aqui, né?

Os acertos do Google Trips

#1 Funcionar offline

O fato de permitir ter o acesso à maior parte das informações sem a necessidade de conexão à internet foi atender à necessidade número 1 de basicamente todo viajante. Afinal de contas, é horrível ficar perdido e sem 3G. Mentira?

#2 A interface

A interface do Google Trips é maravilhosa. Totalmente intuitiva, faz você se sentir a vontade logo nos primeiros momentos. Tudo fica bem claro ali: onde encontrar reservas, indicações do que fazer ou onde comer, as listas salvas e por aí vai.

#3 Roteiros mais populares já definidos

O roteiro é uma questão meio delicada. Mas ter o basicão já definido, mesmo que para um dia, ajuda para caramba. Especialmente para quem vai fazer uma conexão mais longa ou uma viagem mais curta, quer ver o essencial de cada lugar e não teve tempo de planejar.

Como o programa otimiza o roteiro pelas distâncias e já vê o que está funcionando no dia de interesse, facilita muito a vida nesses casos!

O que precisa melhorar no Google Trips

#1 Só tem versão em inglês

A interface de todo o aplicativo ainda é em inglês. E, então, para quem não tem muita familiaridade com o idioma, isso vira um baita problema.

#2 Não permite a criação de roteiros 100% personalizados

No máximo ele permite pinar os locais de interesse e fixar o primeiro a ser visitado no roteiro, mais nada. A otimização pelas distâncias nem é ruim, mas a dificuldade é se dizer exatamente que lugares queremos visitar e o programa otimizar só por isso. Tem que ficar pinando o tempo todo e ainda não dá para fixar a sequência que se quer.

Além disso, como os roteiros não tem conexão entre si, não dá para excluir lugares já visitados. 🙁

Isso vira uma chateação maior para quem está planejando viagens mais longas ou quer roteiros mais “à sua cara”, já que assim não dá para criar uma programação dia-a-dia conforme se quer.

#3 Só está disponível para as maiores cidades do mundo

Isso dá em torno de 200 cidades e, ainda por cima, nem todas estão totalmente detalhadas. Vocês viram a diferença de informações entre Porto Alegre e Rio de Janeiro.? Isso porque as duas estão no mesmo Brasil! A diferença é o quão turística uma e outra é.

|3 aplicativos bacanas para todo viajante ter no smartphone.|

Aonde encontrar o Google Trips

O Google Trips está disponível gratuitamente no Google Play e também na Apple Store. De novo, quem usa o Windows Phone acabou ficando para trás. Quem sabe um dia?

|Mais apps de viagem no Turistando.in!|

Você já teve a chance de experimentar o Google Trips? Como foi? Ah, e me diz: Acha que ele veio para ficar?

Obrigada ao giphy pela Tina Fey e Jennifer Lawrence.
dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

19 comentários

  • Diana
    Postado em 22/10/2016 em 7:53 Responder

    Já fiz download da app e tive a testar! Achei muito fixe, principalmente para os viajantes menos experientes e que não têm muito tempo para pesquisar muito! Pode ser uma solução! 🙂 Eu cá gosto de fazer uma pesquisa mais profunda, hehe

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 10:56 Responder

      Ah, também adoro dar uma pesquisada prévia. Mas vai que acontece aquela “emergência” boa de viagem, né? 🙂

  • Maria João Proença
    Postado em 22/10/2016 em 8:30 Responder

    Instalei a App do Google Trips há pouco tempo e achei o mesmo: que tem muito potencial mas ainda precisa de algumas melhorias para se tornar verdadeiramente útil. Espero que essas melhorias venham rápido!

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 10:57 Responder

      Siiim! Esperando ansiosamente! haha

      Especialmente essa personalização de roteiros, né?

  • Keul Fortes
    Postado em 22/10/2016 em 9:27 Responder

    Primeiramente, meus parabéns pelo post. Tudo escrito muito bem detalhado! Simplesmente adorei. Confesso que ainda não sabia nada sobre o Google Trips até agora. Ainda bem que achei esse post! hahaha Obrigada. 🙂

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 10:58 Responder

      Muito obrigada! 🙂

      Ah, eu sou rata desses apps. Sempre estou atrás de uma novidade. Quando vi, tinha que experimentar! hahaha

  • Francisco Agostinho
    Postado em 22/10/2016 em 1:08 Responder

    Confesso que fujo um pouco dessas novas ferramentas, nós por aqui ainda gostamos de “deixa rolar…” gostamos ainda de descobrir por nós próprios determinadas coisas. No entanto para quem gosta de ter tudo previamente definido acredito que seja óptimo ! Boas viagens !

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 10:59 Responder

      Também super curto o “deixa rolar”. 🙂
      O negócio é quando a gente tem pouco tempo para descobrir as coisas. Achei que o app ajuda mais nisso. 😛

  • Marlene Marques
    Postado em 22/10/2016 em 2:18 Responder

    Muito legal esse seu post. Gostei especialmente de ter conseguido apontar os lados positivos e negativos da aplicação. Já fiz o download da app, mas não cheguei a usar na minha última viagem, uma vez que para poder aceder aos guias em offline temos que fazer o download e o meu telemóvel não está com muito espaço… mas conto experimentar melhor muito em breve. 😉

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 11:00 Responder

      Realmente, esse negócio do download… mas acho que não tem como, precisa baixar para acessar offline. 🙁

      Depois que experimentar, conta como foi! Tô doida para saber a opinião de outros viajantes!!!

  • Flávia Donohoe
    Postado em 22/10/2016 em 2:33 Responder

    Oi Dayana, não conhecia o aplicativo, vou baixar pra ver no que dá, mas pelo jeito quebra o galho né.
    O fato de funcionar offline é um plus, pois sempre quando viajo tento abrir o google maps e dá pau, sei que já funciona o gps em alguns lugares, mas na maioria não abre de jeito nenhum.
    Obrigada pela dica, pois fiquei sabendo por você. Beijos

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 11:02 Responder

      Com certeza! Acho que funcionar offline foi o que mais me chamou a atenção nisso tudo.

      O acesso aos mapas offline é em integração com o Google Maps. Então, precisa ter os dois no celular e baixar o mapa nesse último. Também achei isso um inconveniente, mas a Google tem que fazer a gente usar os produtos dela, né? hahaha

      Fico feliz de ter trazido essa info. 🙂

      Beijo!!!

  • Eva Marcela
    Postado em 22/10/2016 em 7:43 Responder

    Ainda não experimentei o Google Trips mas este texto é uma ajuda. Obrigada pelas dicas.

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 11:03 Responder

      Obrigada, queridaaaa!

      E experimentando, conta como foi, por favoooor!

      Querendo muito saber a opinião de outros viajantes. 🙂

  • Renata Sucena
    Postado em 22/10/2016 em 11:12 Responder

    Também ainda não baixei o Google Trips! Mas quero muito pra entender como funciona!! Anotado!
    Beijos Renata

    • dayanalole
      Postado em 22/10/2016 em 11:14 Responder

      Pois é! Precisa praticar para entender melhor mesmo.

      Espero que esse post ajude a descobrir as funcionalidades mais fácil. 🙂

      Beijo!

  • Edson Amorina Jr
    Postado em 23/10/2016 em 1:18 Responder

    Nossa, eu já li alguns reviews do Google Trips mas ainda não instalei e fiz os testes eu mesmo. Muito bom seu post, com o que você achou de bom e ruim, vou tomar coragem e dar uma olhada.

    • dayanalole
      Postado em 23/10/2016 em 3:14 Responder

      Obrigadaaaa!

      É sempre bom a gente dar uma olhada com os próprios olhos mesmo. 🙂

      Eu aproveitei para usar numa viagem e ver em operação como se dependesse do app. hahaha 😛

  • Mariana G.
    Postado em 24/10/2016 em 7:09 Responder

    Vi o burburinho sobre o Google Trips, mas esqueci de baixar. Vou tentar aqui, mas já acho que só pelo fato de ser offline ganhou meu coração. É básico nessa vida de nômade/turista/mochileiro sem wi-fi ou 3G, né?

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.