Tailândia

Vai para a Tailândia? Costumes, gestos e cumprimentos são coisa séria!

Tailândia - Etiqueta - Capa

Vai para a Tailândia? Costumes, gestos e cumprimentos são coisa séria!

De uns tempos para cá, a Tailândia virou o destino mochileiro dos sonhos. Moeda desvalorizada em relação ao real, preços camaradas e muitos, muitos sorrisos. Mas, quando você faz uma incursão por um dos países orientais que nunca foi dominado por nenhuma outra cultura, precisa ter alguma noção do que fazer (e o que não fazer!) para não passar vergonha ou até outros constrangimentos na casa alheia. Concorda?

Por isso, aqui vão umas dicas básicas no que diz respeito às boas maneiras por lá.

As convenções da Tailândia

Respeite o rei e Buda

Os tailandeses tem um apego muito grande às suas tradições religiosas e monárquicas.  Tudo é tão levado a sério que atos de desrespeito podem ser punidos até com a prisão.

O Rei

A monarquia é um item de orgulho para os tailandeses. Por isso, a primeira regra é: nunca fale de maneira desrespeitosa sobre qualquer membro da família real. Preste atenção no que fala e como fala.

Tailândia Comportamento Rei

A casa de veraneio do Rei, ó!

Além disso, trate com respeito qualquer item que tenha a imagem do rei. Isso inclui o dinheiro!

Ah, e tocou o hino nacional ou algum relacionado à monarquia, fique de pé como se fosse o do seu país. A coisa é encarada assim mesmo.

Nos templos

Aqui vão algumas recomendações importantes com relação à visita aos templos:

– Ao contrário de muito lugar mundo ao redor do mundo, os tailandeses ainda tem muito pudor, por assim dizer. E nos templos, então, a coisa fica mais séria por lá. Então, os trajes para visitar os templos devem cobrir os joelhos e ombros. Para a mulherada, lamento informar mas decotes, transparências e leggings ficam totalmente fora de questão. 😉

Fique descalço quando entrar em um templo (ou na casa dos tailandeses, caso vá em alguma). Isso, para eles, é um sinal de respeito e também justificada por questões sanitárias. Para isso, caso visite algum templo, lembre-se de escolher um sapato que seja fácil de colocar e tirar. Uma boa pedida são as sapatilhas, alpargatas ou sapatos do gênero, que não tem nada de desamarrar ou desabotoar. Os tailandeses mesmo de tanto tirar ou botar os sapatos, acabam ficando com a parte de trás amassadinha, tipo um chinelo do vovô.

Tailândia - Comportamento - Monge

Tire os sapatos nos templos

Nunca aponte a sola dos pés para a imagens de Buda ou para as pessoas. Eles consideram os pés a parte mais suja do corpo e levam a coisa para o lado espiritual. Caso se ajoelhe, sente no estilo sereia (aprendi essa no blogilates #vicieinopilates), com os pés apontando para trás, bem esticadinhos.

Não toque nos monges ou nos seus pertences. Sendo mulher, então, cuidado redobrado! Procure ficar totalmente fora do caminho deles nos passeios e não sente ao lado deles no transporte público, pelamordeDeus! Abraçar para tirar foto? Mulherada, fora de cogitação!

Nos tailandeses, a mesma coisa: não toque. Ainda mais na cabeça. E ainda mais das crianças! Lembra da coisa dos pés? Pois é, com a cabeça é ao contrário: é o lugar sagrado do corpo.

Tailândia-Comportamento-Buda

Respeita o Buda!

Na hora das fotos, favor não fazer fotos desrespeitosas, bobas ou violentas em frente ao Buda. É desrespeito total! E se for em ruínas, não vale escalar as imagens também.

Cruzou no caminho com monges ou outras pessoas conversando? Abaixe sua cabeça lentamente, é sinal de respeito. Não pareça que está prestando atenção na conversa alheia.

Se vista para ir à praia

Quando digo se vestir, não é só roupa de banho, né, cabeça? Coloque roupas por cima para chegar ou sair da praia. Na areia ou no banho de mar, pode usar o biquini ou a sunga, sem problemas.

Agora, você não vai ver nenhum tailandês desfilando de sunguinha depois de sair da praia. Não tente inovar nesse quesito, pois eles prezam muito pelo pudor mesmo. Em áreas mais para o interior, tem gente que toma banho de mar com roupa mesmo.

Aqui cabe uma observação: naquelas áreas mais internacionalizadas, tipo, Phi Phi os visitantes circulam de biquini ou sunga de boa. Mas, é cultura, né?

Tailândia-Comportamento-Praia

Se vista para chegar ou sair da praia

Nada de carinho em público

Vai viajar com o derp? Na Tailândia, não é muito apropriado que pessoas do sexo oposto toquem umas nas outras. “Mesmo sendo namorados?” Sim, mesmo sendo namorados, engalfinhados, casados ou o que for. Nesses tempos modernos, a coisa aqui ainda está andando meio devagar (embora esteja andando: tem adolescente já circulando de mãos dadas!). 😛

Um jeito diferente de cumprimentar: o wâi

Esse é até um cumprimento bonitinho e super tradicional na Tailândia. Você faz assim: junta as mãos como se fosse rezar e se abaixa em reverência. As mãos podem ficar na altura do coração, do nariz ou da testa. Quanto mais alto forem posicionadas e maior a inclinação do tronco, maior o sinal de respeito.

Tailândia - Comportamento - wai

Aqui até as estátuas fazem wâi

O cumprimento na altura da testa é reservado para os monges, considerados representantes divinos. Eles não são obrigados a retribuir o cumprimento, mas para outras pessoas é considerado rude não fazê-lo. Ah, e só para te informar: adultos não fazem wâi para crianças e também não se faz para pessoas que estejam fazendo algum serviço (não é por considerar inferior, é para não atrapalhar o trabalho da pessoa mesmo).

Falando de grana. Gorjetas: como são?

Elas não são obrigatórias, mas são extremamente apreciadas. Não precisa ser muito. Se sobrar algumas moedinhas de troco no restaurante ou no táxi, deixe de “presente”. 🙂

Os locais mesmo nem costumam dar, mas por que não ser um pouquito generoso?

Sorria muito!

A Tailândia não é chamada de terra do sorriso à toa, né? Sorrir por aqui torna tudo mais fácil. Aliás, aonde não torna?

 Tailândia - Comportamento - Sorria

Sorria, sempre! 🙂

Acharam a Tailândia muito diferente? 😉

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

3 comentários

  • Mariana Bueno
    Postado em 20/12/2016 em 2:23 Responder

    Eu adoro conhecer os costumes dos lugares que visito! Ainda mais sendo um destino com cultura tão diferente como a Tailândia. Adorei!!! (Mas como assim não pode tocar na cabeça das crianças? Ainda bem que li isso antes de pensar em ir, senão… ahahaha)

  • Alessandra Maróstica de Freitas
    Postado em 20/12/2016 em 2:23 Responder

    Quantas informações importantes. Eu já imaginava que em um lugar como a Tailândia, teria costumes diferentes. Mas tem coisa que com certeza, eu iria passar vergonha por não saber. Excelente post! Obrigada por compartilhar!

  • Josiane Bravo
    Postado em 22/12/2016 em 4:03 Responder

    Que bacana, uma das coisas que mais amo quando estou viajando é conhecer sobre a cultura local e seus costumes. E dos tailandeses acho que essa de sorrir sempre é com certeza o que mais me encanta 🙂 Abraços

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.