Gramado

Aldeia do Papai Noel | Porque em Gramado o Natal dura o ano todo!

Aldeia do Papai Noel - Capa

Aldeia do Papai Noel | Porque em Gramado o Natal dura o ano todo!

Sinceramente, desconfio que existe algum portal no maior estilo Nárnia no Parque Knorr. Num dos pontos mais altos de Gramado, com um cenário que parece ter saído da Europa, é essa a sensação de passar pela entrada da Aldeia do Papai Noel, o único parque da América do Sul dedicado às tradições natalinas.

Aqui, adulto vira criança. Se você começa o passeio meio descrente da coisa, no fim, vai sair com o coração leve, com aquela sensação gostosa de Natal. Talvez até dê uma vontade de provar uma rabanada. Normal. Difícil sair imune ao encanto do Papai Noel.

Mas não vou ficar aqui te convencendo se deve ou não ir até lá. Te conto o que tem e você tira as conclusões, belê?

Aldeia do Papai Noel: a casa do bom velhinho no Brasil

Como é a visita?

Para começo de conversa, ela é auto-guiada. Você pode ir dando uma olhada no mapinha e conferindo uma a uma, as dezenas de atrações para visitar.

O circuito pode ser feito a pé, em meio ao parque totalmente arborizado, com espécies trazidas da Europa. Passando pelos portões de entrada, você pode seguir um trajeto circular partindo para direita e, assim, alcançando cada atração. E, aqui, a gente conta as principais e mais encantadoras.

Museu do Brinquedo

Uma das primeiras paradas do tour é o Museu do Brinquedo. Nele, as vitrines e redomas de vidro fazem a gente viajar no tempo, encontrando bonecas doadas dos tempos da nossa mãe ou avó. E, assim você faz o teste de velhice.

Aldeia do Papai Noel- Museu do Brinquedo

A entradinha do Museu do Brinquedo

Confesso: fiquei feliz da vida em encontrar o Fofão por aqui. Queria agarrar e levar comigo de souvenir#confissõesdeumalouca

Aldeia do Papai Noel - Sansão e Fofão

Sansão e Fofão, quem nunca quis um?

Chalé dos Ursos e Alojamento dos Papais Noéis

Mais adiante, tem um chalezinho de madeira, bem fofo. É o dos Ursos! Nessa parada, dá para encontrar algumas lembrancinhas natalinas para decorar a casa nessa época festiva.

Aldeia do Papai Noel - Chalé dos Ursos

Tão aconchegante esse chalé…

E, se entranhando mais na área, a gente acha a garagem do Papai Noel e um dormitório cheio de beliches. É aqui que dormem os Papais Noéis que vem participar do Festival que acontece todo mês de novembro, bem no comecinho do Natal Luz, com mais de 40 deles vindo de diversas partes do país. O evento é bem concorrido e as vagas são limitadas até pelo número de beliches oferecidas na hospedagem.

Aldeia do Papai Noel - Dormitório

Dormitório dos Papais Noéis (olha a cadeirinha!)

Também é nessa área do chalé que você consegue uma madeirinha para pendurar na Árvore dos Desejos mais adiante.

Jardim dos Elfs

Seguindo caminho, você chega ao Jardim dos Elfs. Com uma descida por escada, através de uma área cercada de verde e alguns Elfs escondidos. Aqui, muita gente comete o erro de pendurar suas madeirinhas com os desejos. Não, a Árvore dos Desejos fica mais para frente. Espere.

Aldeia do Papai Noel - Jardim dos Elfs

O Jardim dos Elfs

Fábrica de Brinquedos e Mirante

Continuando o tour, a gente encontra o lugar onde teoricamente o Papai Noel trabalha o ano todo com seus elfs para fazer a alegria das crianças que se comportaram bem. E aí, você, criança grande ou não, tem a oportunidade de anotar o seu pedido no caderninho.

Aldeia do Papai Noel - Fábrica

O galpão da Fábrica de Brinquedos

Seja a história dos presentes verdade ou não, nesse pavilhão enorme você encontra bonequinhos eletrônicos, um Papai Noel vestido para o verão, um urso gigante e… a primeira máquina de fazer bolinhas de Natal do Brasil. Tudo bem que ela não está mais funcionando, mas faz a gente pensar numa produção que nunca passou pela nossa cabeça, vai? Ou você achava que as bolinhas se faziam sozinhas?

Aldeia do Papai Noel - Máquina

A primeira máquina de fazer bolinhas

A cereja do bolo para quem passa pela fábrica, sem dúvida nenhuma, é o mirante, com uma vista incrível do Vale do Quilombo. A vista, inclusive, é muito melhor que a do Mirante Belvedere. Há quem argumente que esse último é de graça. Já outros (eu!), pensam: quantas vezes você tem a chance de estar aqui? Que seja com a melhor vista, então. 🙂

Aldeia do Papai Noel - Mirante

A vista do Mirante

No final desse trajeto, você tem duas opções para seguir caminho: andando ou via Monorail, curtindo mais da vista do Vale do Quilombo.

Casa do Papai Noel

É bem assim que a gente imagina a casa do Bom Velhinho: um chalé em estilo bávaro, com uma decoração cheia de vermelho, com direito às iniciais do Noel nas toalhas, um escritório cheio de cartinhas depositadas sob o pinheiro, lembranças de crianças de vários lugares diferentes.

Aldeia do Papai Noel - Escritório

O escritório do Papai Noel, cheio das cartinhas

O que você não imaginava é que realmente alguém morou aqui. Essa casa foi construída em 1940 por João Oscar Knorr, para morar com sua esposa que ficou paraplégica depois do parto (antigamente, não se tinha os mesmos recursos de hoje em dia, né?). Por conta da tragédia, a mulher queria voltar para a Europa. O Sr. Knorr, que era natural do Brasil e não queria deixar sua terra natal, resolveu construir a casa por ali, com a vista do vale e, ainda, plantou as famosas hortênsias em Gramado. Tudo para trazer um pedacinho da Europa para sua esposa.

Por isso, quando a gente diz que a casa é toda original, é mesmo. Só as pinturas que são restauradas e a decoração que foi toda inspirada em motivos natalinos. Mas os móveis e todo o restante é tudo dos tempos do Oscar Knorr.

Aldeia do Papai Noel - Quarto

O quarto do Papai Noel

E a fofura toda do Natal não pára por aí: aqui o próprio Papai Noel te recebe na sua casa (em horários determinados, veja as dicas aqui embaixo), do jeito mais simpático e sorridente possível. E, então, se nada te encantou até aqui, o velhinho faz o favor de te fisgar.

Aldeia do Papai Noel - Casa do Papai Noel

A recepção do próprio Papai Noel

Presépio

Um parque que transmite tanto carinho e fala de um tema tão especial, não podia deixar de falar da verdadeira razão do Natal. Então, assim que a gente sai da Casa do Papai Noel, nos deparamos com o Presépio, representando o nascimento do menino Jesus.

Labirinto

Do lado do presépio, o labirinto vira um bom entretenimento para as crianças maiores de 12 anos. 😉

Renas do Papai Noel

Papai Noel sem renas, não tem como, né? Pois bem. Na Aldeia, você encontra algumas delas, de verdade!

Numa área totalmente especial, cercada de pinheiros alemães, hoje, são 4 renas: o Capitão (que é o brigão da turma), o Estrela, o Falcão e o Alfredo. Sim, todos são machos já que a Aldeia não é criadora e, por lei, não podem, então, ter animais de sexos diferentes para não se reproduzirem.

Aldeia do Papai Noel - Rena

Prazer, Capitão!

Falando em lei, vocês sabem a restrição que a pessoa aqui tem com atrações com animais, né? Por isso, fiz logo questão de me certificar sobre as condições dessas renas da Aldeia. Elas são cuidadas semanalmente por um veterinário que também trabalha no IBAMA, que fiscaliza constantemente o local.

Praça Central e a Pirâmide de Natal

Seguindo adiante, a gente se depara com uma praça bem natalina, com direito a coreto, carrossel, chafariz, trenó voador e uma pirâmide natalina de 14 metros de altura. Essa pirâmide é um símbolo das tradições alemãs, que tem origem numa época em que era costume colocar ramos verdes e velas para mandar para longe toda má sorte e atrair bons sentimentos.

Aldeia do Papai Noel - Praça Central

A Praça Central com a Pirâmide de Natal

Árvore dos Desejos

Um dos lugares mais emocionantes do parque, na opinião dessa pessoa aqui. Um lugar onde a esperança fica bem representada nas mais de 1,3 milhão de plaquinhas, com pedidos super parecidos: felicidade, saúde, família unida. São as coisas mais simples e que fazem tão bem. Nessa hora, a gente vê: na essência, somos todos iguais.

Aldeia do Papai Noel - Árvore dos Desejos

Árvore dos Desejos

Aqui, você tem a chance de pegar a sua plaquinha de madeira, escrever pedidos e usar os ganchinhos para pendurar no espaço que encontrar.

Aldeia do Papai Noel - Desejos

Os desejos: simplicidade total

Terra da Neve

Atravessando de volta a praça central, você se depara com um povoado cenográfico muito dos sonhos, com direito a duas São Bernardos lindas e super carinhosas: a Snow e a Neve.

Aldeia do Papai Noel - Terra da Neve

O vilarejo da Terra da Neve

Nessa área, você acha o carro que o Papai Noel usa para circular em Gramado nos finais de semana (sério mesmo!).

Praça da Neve

Alguém já imaginou Papai Noel sem neve? Jamais! Por isso, na Praça da Neve, você encontra a neve jorrando entre os bonecos branquinhos.

Aldeia do Papai Noel - Praça da Neve

Viva a neve!

O único cuidado é que essa neve é de sabão e pode escorregar. Por isso, avise e, de preferência, segure as crianças que vão querer correr para a brincadeira.

Sala dos Espelhos (a Sala Mágica!)

No fim da visita, a gente tem a chance de se ver como o Papai Noel. Calce as botas, vista o gorro e segure um saco enorme de presentes em frente ao espelho e você vai ser ver assim: fofinho e sorridente, porque é impossível não rir nessa situação.

Aldeia do Papai Noel - Sala Mágica

A Sala Mágica e a pessoa achando que é o Papai Noel

Para circular pela Aldeia: os opcionais

No caso de bater uma preguiça durante a caminhada no parque (que digo e repito: é super tranquila!), você encontra opções para economizar nas pernas. Mas, já vou te avisando: são pagos a parte (R$ 10, cada) com direito a uma caneta da Aldeia do Papai Noel de souvenir.

Monorail

Já tinha comentado antes, as estações do Monorail ficam perto da Fábrica de Brinquedos e da Casa do Papai Noel. É um trajeto curtinho, mas com vista para o Vale do Quilombo.

Trenó Voador

Homenagem ao meio de transporte oficial do Papai Noel, o trenó suspenso a 6 metros do chão vai da Praça Central até a Casa do Papai Noel, passando por cima do cercado das renas e no meio dos pinheiros alemães.

Trenzinho Noel Express

O único que é terrestre e percorre vários caminhos do Parque.

Comodidades da Aldeia do Papai Noel

Além do Chalé dos Ursos, a aldeia ainda tem uma lojinha de souvenirs, bem na saída, para quem curte levar lembrancinhas. Ela é toda decorada de um jeito que parece uma extensão da casa do Papai Noel. Um dos artigos para venda são os cookies da Mamãe Noel. #queromais

Dicas para aproveitar melhor (ainda mais se for com crianças!)

– Fique atento à previsão do tempo e escolha um dia com possibilidade mínima de chuva para estar por lá, já que a Aldeia fica em um parque e tem boa parte do trajeto entre as atrações a céu aberto.

– Se o seu filho estiver na fase de largar a chupeta ou mamadeira, leve com você e participe da tradição na Casa do Papai Noel. 🙂

Aldeia do Papai Noel - Tradição

Uma tradição que pode virar uma boa desculpa para largar a chupeta 😉

– Caso tenha interesse de encontrar o Papai Noel em casa, vá no horário das 10h às 13h ou das 14h às 17h30.

– Leve uma capa de chuva para as crianças se divertirem sob a neve em forma de espuma no final do tour (Praça da Neve), porque depois que o sabão se desfaz, o que restam são roupas molhadas. Ah, e nem precisa dizer que é bom estarem com sapatos fechados, né?

– O parque é grande e você vai passar um bom tempo aqui. Não é em todas as áreas que vai encontrar banheiros, mas, garantidamente, você acha na Fábrica de Brinquedos. 😉

Quanto custa?

Os custos dos ingressos variam conforme a tabela aqui embaixo.

Tipo de ingresso Valor
Normal R$ 28
Menores de 12 anos R$ 15
Menores de 2 anos Gratuito
Maiores de 60 anos R$ 14

Quanto tempo leva?

O tempo vai variar conforme a sua companhia. Indo sem crianças, reserve 2 horas para conhecer o parque. Se for com os pequenos, reserve uma manhã ou uma tarde.

Como chega?

A pé

A Aldeia do Papai Noel fica próxima à prefeitura de Gramado. Caso esteja hospedado no centro da cidade, é possível chegar lá andando. Só vale avisar: a rua é bem íngrime.

De ônibus

Se vier de Canela, o jeito mais barateiro de chegar é de ônibus. Basta pegar um na rodoviária de Canela e descer na de Gramado. Daqui, são 15 minutos de caminhada até a Aldeia.

De táxi

Saindo do centro de Gramado, uma corrida de táxi fica em torno de R$ 10. Já de Canela, esse valor passa a girar em torno dos R$ 35.

De carro

Caso esteja de carro, há um estacionamento gratuito em frente à Aldeia do Papai Noel. Vindo pela Avenida das Hortênsias, a Rua Bela Vista fica na segunda à esquerda, depois do Posto da Petrobrás e do SINE Gramado.

Dá para combinar com…?

As atrações mais próximas da Aldeia do Papai Noel são as do centro de Gramado, como o Palácio dos Festivais, a Rua Coberta, a Catedral, a Fonte do Amor Eterno e o Mundo de Chocolate, da Lugano. Esse último é mega recomendável se estiver com crianças.

Caso esteja no fim do dia, vale combinar com um ingresso para o Korvantunturi após o jantar.

Acessibilidade

Para quem tem dificuldade de locomoção, o trenzinho Noel Express pode ser uma saída, já que faz o trajeto em praticamente toda a Aldeia, com o custo de R$ 10.

Infelizmente, dentro da casa do Papai Noel, por ser bem antiga, e no Jardim dos Elfs, por exemplo, o acesso é feito por escadas. 🙁

Informações Práticas

Horário de Funcionamento Todos os dias, das 9h30 às 20h (a bilheteria fecha às 19h30)
Endereço Rua Bela Vista, 353, Centro – Gramado/RS
Telefone + 55 54 3286 7332
E-mail contato@papainoel.com
Site www.papainoel.com

 

Estivemos na Aldeia do Papai Noel a convite, mas em todo momento foram resguardadas as nossas opiniões aqui expressas. A nossa prioridade e compromisso é repassar informações verdadeiras aos nossos leitores amigos. Afinal, a experiência de vocês é o que há de mais importante para a gente. 🙂

Tags:
dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

10 comentários

  • Adriana
    Postado em 25/12/2016 em 12:22 Responder

    Nossa eu nao sabia q esse lugar era tao cheio de detalhes! Estive aí mas acabei optando por nao entrar. Pelo visto preciso voltar pra conhecer esse lugar magico!
    Adorei o post, bem explicadinho!

  • Rui Baptista
    Postado em 25/12/2016 em 6:45 Responder

    Nada como sonho e fantasia TODO o ano 🙂 Para crianças e… adultos. Feliz Natal e um 2017 cheio de viagenssss!!

  • Danielle Bispo
    Postado em 25/12/2016 em 7:33 Responder

    Nossa que lindo. Lugar perfeito para as familias (e adultos que gostam de virar crianças rs) não é? Sempre falo que o sul do Brasil merece ser melhor explorado. Lindo Post

  • Gisele Rocha
    Postado em 25/12/2016 em 7:00 Responder

    Amo esse lugar, é um sonho! Fui pela primeira vez depois de grande, com uns 23 anos, e fiquei doida, mais encantada que criança. Quando tiver filhos voltarei. Parabéns pelo relato e pelas fotos, estão lindas!

  • Ester Nunes
    Postado em 26/12/2016 em 6:28 Responder

    Guria, sabe que quando eu era criança fui várias vezes a Gramado e em boa parte delas visitei a Aldeia do Papai Noel… E não tinha mais vontade nenhuma de ir lá, achei que já tinha visto demais. Mas a vontade voltou com tudo, haha!! Até porque eles estão com novas atrações!! Amei amei! Quero ir lá quando for a Gramado! Que lugar lindo, né? Bjs!

  • Patricia
    Postado em 26/12/2016 em 10:18 Responder

    Um post com gostinho de infância!
    Adorei! Estive algumas vezes em Gramado e nunca fui na aldeia do papai noel. Na próxima vez não escapa.

  • Deisy Rodrigues
    Postado em 26/12/2016 em 11:58 Responder

    Adoro essa época e ainda não conheço a Aldeia do papai noel, fiquei morrendo de vontade e já estou me programando para o ano que vêm.

  • Diana
    Postado em 26/12/2016 em 4:31 Responder

    Muito bacana! Este lugar ajuda a trazer de volta a “magia” do Natal! Gostei bastante do post, se fosse aqui pertinho em Portugal, iria! Aproveito para desejar umas Boas Festas!

  • Gisele Ramos
    Postado em 26/12/2016 em 6:14 Responder

    Que demais, parece incrível! Moro em Porto Alegre, visito Gramado com frequência, mas nunca visitei. Já está aqui anotado para uma próxima!

    Abraço, e feliz natal atrasado! 🙂

  • Luiz Jr. Fernandes
    Postado em 27/12/2016 em 8:23 Responder

    Olá, como eu amo esse lugar. É realmente uma das cidades mais icônicas do sul do nosso país e merece ser visitada ao menos uma vez por ano! De preferência perto do natal né?! Abração!

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.