Rio de Janeiro

7 motivos para conhecer a Cidade das Artes e 1 dica valiosa

cidade das artes capa

7 motivos para conhecer a Cidade das Artes e 1 dica valiosa

Muita gente que viaja para o Rio de Janeiro ou até mora nessa Cidade Maravilhosa acaba deixando um pouco esquecida a oportunidade de visitar a Cidade das Artes. Talvez seja porque ela fica um “pouco” fora do circuito turístico mais tradicional, mas fato é que essa pode ser uma chance que você está perdendo.

Calma, pessoinhas lindas do meu coração! Não estou falando para deixar de conhecer a praia de Copacabana ou subir ao Cristo e, nem de longe abandonar uma visita ao Teatro Municipal! Mas, estou sugerindo de pensar com carinho na ideia de desviar um pouco o seu olhar para Zona Oeste carioca, onde mora a Cidade das Artes. Para ajudar vocês a pensarem no assunto, aqui vão 7 motivos que me fazem considerar que é uma visita bacana.

7 Motivos para conhecer a Cidade das Artes
1. É o complexo artístico mais completo do Rio de Janeiro

Com certeza, o lugar que mais curto da Cidade das Artes é Sala Grande, que é onde acontecem as apresentações mais bacanudas. Ela tem capacidade para até 1.650 pessoas é uma releitura da sala de apresentações de um Teatro Municipal para os tempos de hoje. A acústica foi pensada para ser maravilhosa, o que acontece de verdade. Assistir a um espetáculo aí, seja do lugar que for, é A experiência!

Sala Grande - Cidade das Artes - Rio de Janeiro

A Sala Grande na apresentação da Orquestra Sinfônica da Petrobras

Mas além da Sala Grande, também tem um teatro de câmara, uma sala de música eletroacústica, uma sala de leitura e uma galeria de arte, fora suas salas multiuso. Ou seja , tem espaço para todos os gostos de apresentações artísticas! Na programação deles, você acha apresentações de orquestras, de teatro ou de dança, exibição de filmes, exposições de arte e até oficinas educativas.

2. É um ícone arquitetônico moderno

Você já chega por lá se impressionando com uma arquitetura muito da fotogênica. Sim, porque uma belezura dessas precisa ser registrada. Não é todo dia que a gente vê um prédio gigantesco suspenso, com um design modernoso, 10 metros acima de um espelho d’água.

Cidade das Artes - Barra da Tijuca

A Cidade das Artes

Aliás, falando em espelho d’água, reparem só que as águas estão sempre em movimento! Isso porque o projeto foi pensado para ser arejado, ou seja, tem corredor de vento em todas as áreas abertas. Aí, cês entenderam, né? O vento mexe com a água e cria esse efeito fofo que a gente vê.

Espelho d'água da Cidade das Artes - Barra da Tijuca

O espelho d’água debaixo do prédio

#dicadeviajante

Abandone seu chapéu para visitar a Cidade das Artes. Como falei, venta bastante por lá , ele não vai parar na sua cabeça e você vai acabar correndo atrás dele. 😉

3. Os espetáculos costumam ser mais baratos

Normalmente, o valor de ingresso mais caro que você deve achar por aqui vai girar em torno dos R$ 100. Se for comparar com uma apresentação no Teatro Municipal, por exemplo, vai se deparar com valores que chegam a 3 ou 4 vezes aos praticados na Cidade das Artes. #economizavai

E não estou falando que a qualidade cai com os preços, já que a Cidade das Artes também recebe artistas renomados tanto nacionais como do exterior. Isso sem falar na infraestrutura que a gente comentou no motivo 1.

4. Fica numa localização privilegiada

A Cidade das Artes fica pertinho do Barra Shopping, um dos maiores complexos de compras e negócios da América Latina. Por lá, você consegue restaurantes de estilos e preços variados. Além disso, se  você curte compras mais high level, vai adorar saber que o Barra Shopping tem integração com o shopping grifado Village Mall,  com ônibus circulando entre eles a cada 2 minutinhos.

Se o seu negócio é mar, areia e sol, também tem boa notícia. A praia da Barra da Tijuca fica razoavelmente perto, na Avenida Lúcio Costa. Por lá, também tem opções de restaurantes bem bacanas e quiosques com vista para o mar. Aí vai do gosto do freguês!

5. Tem a comodidade de um estacionamento

Para quem prefere a comodidade de um bom carrinho, sabe que esse é um senhor diferencial. Afinal de contas, não é todo lugar onde se vai assistir apresentações artísticas que tem um estacionamento próprio. O da Cidade das Artes funciona naquele esquema de cancela automática, com preços a partir de R$ 5 a hora.

Por conta das obras de ampliação do Terminal da Alvorada, para acessar o estacionamento, você deve seguir pela pista central da Avenida das Américas, sentido Recreio, ou pelo Mergulhinho, sentido Zona Sul. Tem várias placas indicando o lugar, não tem muito como errar.

6. fica perto do transporte Público da cidade

Para começar o nosso papo, o Terminal da Alvorada, que é a estação final do BRT, fica ali bem do ladinho da Cidade das Artes. Aqui você consegue ver as estações que fazem parte dos corredores da TransOeste e TransCarioca.

Daqui a algum tempo, a Barra deve receber as suas estações de metrô. Mas, enquanto isso não acontece, você consegue chegar na Cidade das Artes, descendo na estação de Vicente de Carvalho (linha 2) e, de lá, pegar os ônibus da TransCarioca. Outra opção é descer em Del Castilho (linha 2) e de lá pegar a linha de ônibus 614.

Outra opção é vir de ônibus comum. A partir do Centro, você pode pegar as linhas 301, 303, 305, 333 e o 2330, que saem da rodoviária, ou 308, 309 e 317, que saem da Central do Brasil. A partir do aeroporto do Galeão, você consegue pegar o frescão 2018 e 2918.

Vindo da Zona Sul, tem as linhas 501 (Gávea), 522 (Leme/Copacabana), 524 (Botafogo/Humaitá) e 525 (General Osório). Da Zona Oeste, as linhas 803 (Senador Camará), 806 (Boiúna), 831 (Rio Centro), 832 (Rio Centro), 853 (Vila Kennedy), 854 (Campo Grande), 855 (Bangu), 876 (Vila Kenedy), 877 (Campo Grande), 878 (Santa Cruz), 879 (Campo Grande), 882 (Santa Cruz), 883 (Bangu), 889 (Sulacap), 891 (Sepetiba), 896 (Pingo d’Água), 897 (Pingo d’Água), 2801(Campo Grande) e 2802 (Santa Cruz). Da Zona Norte, dá para vir de 614 (Del Castilho), 690 (Méier), 691 (Méier), 692 (Méier), 693 (Méier), 701 (Madureira), 955 (Maré) e 957 (Maré).

Todas as opções de transporte público levam ao Terminal da Alvorada. Não tem como complicar!

7. A acessibilidade a deficientes é garantida

Não sei vocês, mas eu fico mega satisfeita quando vejo lugares com a preocupação de incluir as pessoas com deficiências ou dificuldade de locomoção. Todo mundo tem que ter as mesmas oportunidades de acesso não só a emprego e educação, como à cultura e lazer, concordam?

Acessibilidade - Cidade das Artes - Barra da Tijuca

Elevador para deficientes (fonte: site oficial)

E adoro ver que a Cidade das Artes tem esse compromisso dando uma infra completa com elevadores e rampas de acesso, vagas demarcadas no estacionamento, lugares e banheiros específicos. Só isso já me faz dar um mega voto de confiança!

Sobre o meu “quase” nesse domingo (preciso contar isso para ilustrar a dica)

Quem acompanha o blog no Facebook e no Twitter (e se você não acompanha, já tá na hora, né?), sabe que a pessoa aqui estava super empolgada com a apresentação da Orquestra Sinfônica Brasileira, que aconteceu nesse domingo na Cidade das Artes com ingressos por R$ 1. O valor do ingresso nem foi o que mais me chamou atenção, apesar ser fã de um bom desconto. O que era diferente mesmo era o repertório.

A OSB tocaria músicas do Star Wars, Piratas do Caribe, Harry Potter e várias outras produções famosas. Queria chamar atenção da juventude e conseguiu! Não era só meia dúzia de pessoas que se deslocaram para a Barra da Tijuca nessa manhã de domingo. Mais de 1.000 pessoas compareceram na expectativa de conseguir entrar na Sala Grande e ver a apresentação.

Mas, aqui vem a parte chata: a organização acabou tirando um pouco o brilho do evento. O ingresso só podia ser comprado na hora, então foi formada uma fila desde cedo e muita gente acabou sendo frustrada não conseguindo comprar sua entrada. Acho que nunca ninguém tinha visto isso acontecer antes.

A fila - Cidade das Artes

Olhem essa fila!

Muita gente aproveitou para levar pessoas que devem ser atendidas com prioridade como forma de conseguir passar na frente de quem já estava na fila há tempos. Acredito, sim, que a prioridade deve ser dada a idosos e gestantes. Mas a compra do ingresso deveria ser melhor controlada, dando entrada para o beneficiário e um acompanhante, não uma dúzia de amigos. Fiquei particularmente triste de ver famílias que levaram crianças e aproveitaram o domingo para um programa cultural juntos que acabaram sendo prejudicadas. Mas penso que a organização vai acabar revendo esses pontos.

O consolo da manhã foi o motivo número 2 e, com isso, acabei nem ficando tão chateada de não poder ter assistido ao espetáculo, já que pude ficar zanzando pelo prédio. Para quem pode assistir, tenho certeza que foi ótimo. Primeiro, porque sei que a OSB dá um show no palco, já que tive oportunidade de assistir outras vezes. Segundo, pelo motivo 1 da nossa listinha: a acústica e o conforto da Sala Grande também são outro show.

E a dica?

Bom, no caso de eventos como esse, badalados e com ingressos baratex, chegue bem cedo para garantir sua entrada. E quando digo bem cedo, não é 1h antes ou quando a bilheteria abrir. É REALMENTE CEDO, tipo, 2h a 3h antes. A outra opção é ver quando vai ter a reapresentação com preços normais e voltar para assistir, que é o que pretendo fazer. 😛

Como todo bom Teatro, a Cidade das Artes também tem seus ingressos esgotados para apresentações normalmente mais badaladas. Mas, nesse caso, você consegue (e deve!) comprar os ingressos online e garantir seu espetáculo.

Informações práticas
Endereço Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca
Telefone (21) 3328-5300
E-mail  contato@cidadedasartes.org
Funcionamento da Bilheteria Terça a Domingo, das 10h às 19h. Em dias de espetáculo, das 13h até 30 min antes do evento. A programação está aqui.

Alguém aí já foi na Cidade das Artes? Me conta aí: o que achou?

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.