Paris

10 motivos para visitar a Basílica Sacré Coeur e 1 para não ir

Basílica Sacré Coeur - Capa

10 motivos para visitar a Basílica Sacré Coeur e 1 para não ir

Para começo de conversa: a Basílica Sacré Coeur deveria estar no roteiro de qualquer um, nem que seja por uma vez só em Paris. Mas, se isso não é motivo suficiente, cá estamos nós para te dar mais razões para subir as escadarias de Montmartre e conhecer a igreja de perto.

|Se você já quer ir à Basílica Sacré Coeur, isso aqui vai interessar.|

10 motivos (e curiosidades!) para visitar a Basílica Sacré Coeur

1- A Sacré Coeur está num dos pontos mais altos de Paris. Óbvio que sem contar os artificialmente construídos para isso, como a Torre Eiffel e o observatório do Montparnasse. Enfim, a vista é bacana e dá para ver a quilômetros de distância, já que a cidade é baixinha.

2- A Basílica ainda fica num dos bairros mais charmosos de Paris: Montmartre, o arrondissement com uma das caras mais retrôs e, ao mesmo tempo, contraditórias de Paris. Foi bem onde gravaram várias cenas do filme da Amélie Poulain.

|Veja aqui o que mais fazer em Montmartre.|

Basílica Sacré Coeur - Place du Tertre em Montmartre

Entre artistas na Place du Tertre, em Montmartre

3- Para quem curte história, Sacré Coeur tem seu valor. Ela fica no local de Montmartre onde aconteceram as execuções aos cristãos, entre eles o primeiro Bispo de Paris, Saint Denis. Aliás, para quem não sabe, Montmartre quer dizer “Monte dos Martírios”.

4- A Basília Sacré Coeur também é uma representação nacionalista. Por sinal, a ideia de construir a Sacré Coeur veio do pagamento de uma promessa, caso a França sobrevivesse à guerra Franco-Prussiana, nos tempos napoleônicos. A França perdeu, mas continuou aí, então, cumpriram a promessa. Para provar o nacionalismo, já no pórtico, podemos ver as estátuas de Joana D’Arc e do Rei São Luís IX. Quem reparou nisso?

5- Vai ser uma das igrejas com arquitetura diferente que você vai ver em Paris. Cheia das formas arredondadas, com uma inspiração romana e bizantina e toda feita em mármore travertino (por isso é branquinha), ela é bem diferente daquela cara mais gótica da Notre Dame ou clássica da Madeleine. Por isso, os parisienses a detestam. Sério, pode perguntar para algum deles.

6- A Sacré Coeur tem quatro cúpulas que, juntas, formam uma cruz grega. A cúpula central é a mais alta e possui 80 metros de altura! Onde mais você vê isso?

Sacré Coeur - Vista da Igreja

A arquitetura foge àquele estilo gótico de Notre Dame

7- Para os megalomaníacos (eu!): a basílica tem um dos sinos mais pesados do mundo, 19 toneladas! E ele está ali para celebrar a anexação de Sabóia, por plebiscito em 1860, que fez parte do acordo firmado no Tratado de Turim.

8- Ainda no tópico de coisas maiores do mundo, o mosaico por dentro da Sacré Coeur é de fazer inveja a muita igreja européia.

9- Daqui, contraditoriamente, você está perto do cabaré do Moulin Rouge (igreja e cabaré, oi?), outro que já foi assunto para um filme. Então, por que não combinar a visita com a Basílica Sacré Coeur?

 Basílica de Sacré Coeur - Perto do Moulin Rouge de Montmartre

A Basílica de Sacré Coeur, inusitadamente, fica aqui perto

10- É de graça! Sem limite de idade ou nacionalidade. Isso mesmo: zerinho. Acho que se esse motivo não te convencer, não sei mais o que convence.

E por que não ir?

Se você não tem disposição para encarar as escadarias para chegar até a igreja, não quer pagar menos de 2€ para subir de funicular e não liga para nada do que a gente conversou aqui.

E quais seriam as suas razões para ir ou não à Basílica Sacré Coeur?

dayanalole Administrator

Apaixonada pela vida, tenta viver a expressão "carpe diem". Acredita que cada viagem é um meio de aprender mais sobre a humanidade e o seu próprio eu, por isso ama pôr o pé na estrada. Gosta de contribuir para que outras pessoas tenham experiências cada vez melhores de viagem, por isso quando sabe que um amigo vai viajar, já vem com sua listinha de dicas. A melhor viagem? É sempre a do momento.

Deixe um comentário

© Copyright 2014-2017 Lolepocket. Todos os Direitos Reservados.